Philips

Exposição “Signos e Figuração” em Serralves até outubro

Exposição “Signos e Figuração” em Serralves até outubro

A exposição “Joan Miró – Signos e Figuração”, patente na Casa de Serralves desde o final do ano passado, foi prolongada até ao dia 2 de outubro.

O anúncio foi feito pela Fundação de Serralves, na sua página oficial, num comunicado onde confirma a forte adesão da mostra junto do público ao longo destes quase cinco meses. “Tendo sido inaugurada ao público em outubro de 2021, na sequência da conclusão das obras do projeto de recuperação e adaptação da Casa de Serralves, assinado pelo arquiteto Álvaro Siza, a exposição tem tido grande reconhecimento por parte do publico e da imprensa, sendo a sua data de encerramento agora prolongada”, lê-se.

Em causa, recorde-se, está uma exposição composta por 85 obras que constituem a Coleção Miró, propriedade do Estado português, cedida ao município do Porto e depositada na Fundação de Serralves, e “engloba importantes pinturas, esculturas, colagens, desenhos e tapeçarias do famoso mestre catalão”.

Segundo anunciou, na altura, Robert Lubar Messeri, curador da mostra, “Signos e Figuração” inaugurou com o objetivo de mostrar toda a coleção do artista e, simultaneamente, apresentar a Casa de Serralves, “trabalho magnífico de reabilitação de Siza”, sublinhou.

“As várias salas abordam diferentes aspetos da sua arte: o desenvolvimento de uma linguagem de signos; o encontro do artista com a pintura abstrata que se fazia na Europa e na América; o seu interesse pelo processo e pelo gesto expressivo; as suas complexas respostas ao drama social dos anos 1930; a inovadora abordagem da colagem; o impacto da estética do sudoeste asiático na sua prática do desenho; e, acima de tudo, a sua incessante curiosidade pela natureza dos materiais”, descreveu a Fundação de Serralves.

PUB
www.pingodoce.pt/responsabilidade/premio-literatura-infantil/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_campaign=pli