PUB
CIN - Branco Perfeito

Expansão do Parque da Cidade proporciona mais área verde ao Queimódromo

Expansão do Parque da Cidade proporciona mais área verde ao Queimódromo

A obra do remate ponte do Parque da Cidade, que iniciou no passado mês de março, vai permitir um aumento da área verde do Queimódromo, sobre uma parte alcatroada. 

Em causa, adiantou a Câmara Municipal do Porto, está a “renaturalização de cerca de 6.500 metros quadrados de área pavimentada do Queimódromo, que passam a integrar este espaço verde, e a plantação de cerca de 2.800 árvores e arbustos”. 

Os trabalhos em curso enquadram-se na terceira e última fase da conclusão da obra do Parque da Cidade, de acordo com o projeto do professor e arquiteto paisagista Sidónio Pardal. 

Segundo a autarquia, a intervenção visa também “proceder a modelações do terreno reconfigurando este espaço com a criação de três novas unidades de paisagem significativas”. “É assegurado o melhoramento das acessibilidades na zona de transição entre o Parque da Cidade, o viaduto e a frente marítima”, informa. 

Durante este processo, o município liderado por Rui Moreira assinala que haverá “necessidade de podar, de plantar, mas também de abater alguns exemplares que serão largamente compensados com novas plantações”. 

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Além das cerca de 500 árvores recentemente plantadas para reforçar a vegetação existente, a empreitada atual prevê ainda a plantação de 1.370 árvores e 1.430 arbustos. 

A Câmara Municipal adianta ainda que durante a obra o perímetro da zona de intervenção se encontra cercado com uma vedação de segurança. O acesso ao Parque da Cidade mantem-se aberto a partir da frente marítima, pelo percurso junto às escadas de acesso ao Sealife. 

A obra deverá estar concluída no final de novembro, tendo um prazo de execução de 240 dias. O investimento é superior a 2,6 milhões de euros.  

Foto: Go Porto

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem