Sabor do mês PD - peixe

Eurostat: Portugueses trabalham mais anos do que a média da UE

Eurostat: Portugueses trabalham mais anos do que a média da UE

Dados do gabinete de estatísticas da União Europeia (UE), o Eurostat, revelam que, no ano passado, era esperado que os portugueses trabalhassem uma média de 38 anos em toda a vida, contra os cerca de 36 anos no espaço comunitário.

A duração prevista da vida profissional dos portugueses tem vindo a crescer nos últimos anos. Em 2018, era esperado que os portugueses trabalhassem uma média de 38 anos em toda a vida, sendo que esse valor, em 2016, era de 37,1 anos e em 2017 fixava-se em 37,7 anos.

No ano passado, Portugal era o oitavo país da UE onde se esperava uma maior duração da vida profissional, sendo ultrapassado pela Suécia (41,9 anos), Holanda (40,5), Dinamarca (39,9), Reino Unido (39,2), Estónia (39,0), Alemanha (38,7) e Finlândia (38,6).

Já a duração prevista da vida profissional era, no ano passado, menor em Itália (31,8), na Croácia (32,4), na Grécia (32,9), na Bulgária (33,1) e na Bélgica (33,2).

Em 2018, a média comunitária era de 36,2 anos, maior em 0,3 anos do que a registada em 2017 e em 3,3 anos do que a de 2000.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/diga-ola-ao-verao-com-a-sabe-bem/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=sabebem&utm_campaign=sabebem