PUB
Recheio 2024 Institucional

Estudo vai avaliar a alimentação e a atividade física dos portugueses

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
Pela primeira vez desde 1980, será realizado em Portugal um Inquérito Alimentar Nacional e de Atividade Física (IAN-AF) que visa a recolha de dados sobre o consumo alimentar e sobre a atividade física dos portugueses, estabelecendo a sua relação com determinantes em saúde, nomeadamente os socioeconómicos.

O estudo, que será realizado por um consórcio de investigadores nacionais e estrangeiros e coordenado pela Universidade do Porto, irá avaliar os hábitos alimentares e a condição física de 5000 indivíduos com idades compreendidas entre os 3 meses e os 84 anos, residentes em todas as regiões do país, selecionados a partir do Registo de Utentes do Serviço Nacional de Saúde.
Os resultados do inquérito irão permitir colmatar a falta de informação sobre o consumo e os hábitos alimentares dos portugueses, possibilitando assim o desenvolvimento de políticas nutricionais favorecedoras da melhoria da saúde da população com base em dados concretos sobre os hábitos de consumo dos portugueses.
Os objetivos específicos do IAN-AF passam pela avaliação do consumo alimentar, incluindo alimentos, nutrientes, suplementos alimentares/nutricionais e outros comportamentos alimentares de risco; contaminantes alimentares e riscos biológicos; e insegurança alimentar; bem como a avaliação dos níveis de atividade física, incluindo comportamentos sedentários e atividades desportivas; e a caracterização das dimensões alimentares, de atividade física e antropométricas por região, de acordo com a condição socioeconómica e outros determinantes em saúde.
O projeto é apoiado pelo programa EEAGrants – Iniciativas em Saúde Pública e o consórcio definido para o conduzir envolve instituições da Universidade do Porto (faculdades de Medicina, de Ciências da Nutrição e Alimentação e de Desporto), da Universidade de Lisboa (faculdades de Medicina e de Motricidade Humana) e da Universidade de Oslo (Faculdade de Medicina), o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e a empresa SilicoLife.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile