PUB
Sogrape - Mateus Rosé

Estudo revela que quase metade dos alunos atravessa dificuldades económicas

Estudo revela que quase metade dos alunos atravessa dificuldades económicas

A investigação foi divulgada, em conferência de imprensa, após o Encontro Nacional de Direções Associativas (ENDA), que decorreu em Évora, durante o fim-de-semana, e que reuniu dirigentes das associações académicas e de estudantes das universidades e institutos politécnicos nacionais.
Dos 4000 estudantes inquiridos, de universidades e politécnicos do continente e dos Açores, 1855 admitiu passar dificuldades económicas; destes, 1224 disseram temer abandonar o ensino superior por esse motivo e 1275 revelaram que não recebem bolsa de ação social. O estudo revelou ainda que 58% dos jovens – 2214 alunos – não se sentem preparados para entrar no mercado de trabalho.
Em relação à intenção de emigrar depois do fim do curso, 2110 responderam positivamente e 1743 não demonstraram vontade de o fazer. Segundo Sérgio Martinho, presidente da AAUTAD, o associativismo nacional está “muito preocupado” com os dados revelados pelo estudo, cujo resultado vai ser enviado para a tutela e para outros órgãos do setor para “terem a noção da realidade do ensino superior”.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile