Recheio 2023

Entregas motivam quase 15 mil reclamações no Portal da Queixa

Entregas motivam quase 15 mil reclamações no Portal da Queixa

As reclamações dirigidas ao setor dos Correios, Transportes e Logística têm vindo a aumentar, sobretudo pelo atraso das encomendas, principal motivo de queixa dos consumidores (44%). Desde o início do ano, foram registadas no Portal da Queixa quase 15 mil reclamações, um crescimento de 45%, face a 2019.

De acordo com a nota de imprensa, no mês de dezembro as queixas já ultrapassam as 2.300. Os Correios Expresso Nacional e Internacional são a categoria mais reclamada, absorvendo 57% do total de reclamações.

Entre os principais motivos de reclamação apresentados, destaca-se o atraso nas entregas, a gerar 6.474 reclamações (44%), encomendas perdidas ou extraviadas recebem 2.256 reclamações (15%), encomendas retidas na alfândega a somar 1.746 reclamações (12%) e dificuldades no serviço de apoio ao cliente a registar uma fatia de 2.494 reclamações (17%).

Os dados analisados indicam que, só este mês (de 1 a 21 de dezembro), já foram registadas 2.314 reclamações no Portal da Queixa relacionadas com problemas nas entregas de encomendas (16% do total apurado em 2022). Destaca-se como principal motivo de queixa o atraso nas entregas, reportado em 1.811 reclamações (78%), um resultado que poderá ser atribuído ao período pós Black Friday (onde a maioria das compras foi online) e também devido às compras de Natal.

Segundo revela a análise, a categoria mais reclamada do setor é o Correio Expresso Nacional e Internacional, a representar 57% do total de reclamações recebidas este ano. De janeiro até ao dia 21 de dezembro já somam 8.405 reclamações, sendo que, 1.870 foram registadas este mês (22%).

PUB
www.pingodoce.pt/folhetos/?utm_source=cm&utm_medium=cpc&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=etaobompouparassim&utm_campaign=institucional