Sabor do mês PD - peixe

Elevado risco de incêndio leva ao encerramento dos Passadiços do Paiva até domingo

Elevado risco de incêndio leva ao encerramento dos Passadiços do Paiva até domingo

A Câmara de Arouca anunciou esta quinta-feira que os Passadiços do Paiva vão estar encerrados ao público até domingo devido ao alerta de agravamento do risco de incêndio no distrito de Aveiro.

“Estando os Passadiços do Paiva inseridos em espaço florestal e sendo uma das atrações turísticas locais com maior afluência turística, o município de Arouca, enquanto entidade gestora desta infraestrutura, determinou o seu encerramento até domingo, procurando assim salvaguardar quem visita o local”, explicou à Lusa Margarida Belém,  presidente da autarquia e também responsável da associação Geoparque de Arouca, citada pelo Sapo 24.

De recordar que, na terça-feira, um despacho do Ministério da Administração Interna e do Ministério da Agricultura refere que a Proteção Civil determinou a passagem de estado de alerta especial nível vermelho do dispositivo especial de combate a incêndios rurais para 13 distritos do Centro e Norte do país: Aveiro, Braga, Bragança, Castelo Branco, Santarém, Coimbra, Guarda, Portalegre, Porto, Vila Real, Viana do Castelo, Viseu e Leiria.

A decisão da Câmara de Arouca dá assim cumprimento ao despacho do Governo.

“Entre outros aspetos, o despacho conjunto dos ministros da Administração Interna e da Agricultura determina a proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais previamente definidos como tal nos planos municipais de defesa da floresta contra Incêndios”, frisou Margarida Belém.

Os Passadiços do Paiva localizam-se na margem esquerda do Rio Paiva, no concelho de Arouca, distrito de Aveiro. “São 8 km que proporcionam um passeio ‘intocado’, rodeado de paisagens de beleza ímpar, num autêntico santuário natural, junto a descidas de águas bravas, cristais de quartzo e espécies em extinção na Europa.” Segundo o Sapo 24, apresentam apenas quatro pontos de entrada e saída.

O acesso a esta infraestrutura implica compra antecipada de bilhete e está limitado a 2.000 pessoas por dia, de forma a garantir que a presença humana não perturba demasiado o habitat local e de que, na eventualidade de evacuação, essa se verifica de forma rápida e ágil.

Os portadores de bilhetes para acesso aos Passadiços até domingo terão agora que encontrar uma nova data para a sua visita.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/diga-ola-ao-verao-com-a-sabe-bem/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=sabebem&utm_campaign=sabebem