PUB
Recheio 2024 Institucional

Douro prevê produzir 278 mil a 300 mil pipas de vinho na próxima vindima

Resultado final dependerá, ainda assim, das condições climáticas e fitossanitárias que se registarem até setembro.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A Região Demarcada do Douro (RDD) estima produzir, nesta vindima, entre 278 e 300 mil pipas de vinho, prevendo um aumento significativo em relação à colheita do ano passado.
Ainda assim, segundo alertou a Associação de Desenvolvimento da Viticultura Duriense (ADVID), com sede no Peso da Régua, distrito de Vila Real, o resultado final da próxima vindima dependerá sempre das condições climáticas e fitossanitárias que se registarem até setembro. O ano passado foi considerado atípico em termos climáticos, tendo-se caracterizado por uma “grande heterogeneidade de situações” relativamente à quantidade de uvas recolhidas, quer seja entre sub-regiões quer entre cotas, “fruto do impacto das condições climáticas no vingamento e do impacto de doenças e pragas”. Apesar deste ano vitícola – que arrancou em novembro – ter começado com precipitação muito superior à normal, a evolução climática ocorrida nos restantes meses de inverno (dezembro a fevereiro) fez com que esta fosse considerada uma estação fria e seca. Depois, a primavera foi “muito quente e muito seca” e os valores de precipitação foram também inferiores em cerca de 50% a 60% à média da região.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile