PUB
CMPorto

Douro Azul prepara negócio de mais de 100 ME para Estaleiros de Viana do Castelo

Douro Azul prepara negócio de mais de 100 ME para Estaleiros de Viana do Castelo

“Reunimos com vários bancos, é um processo com 8 a 10 meses de negociações. Esta semana um banco já aprovou e está a liderar o consórcio, falta o segundo banco aprovar. Se este aprovar nas mesmas condições que o primeiro, estaremos em condições para avançar e efetivar o negócio”, informou o CEO da Douro Azul, Mário Ferreira.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A Douro Azul está a ultimar a proposta de um negócio avaliado em mais de 100 milhões de euros que consiste na construção de quatro navios-hotel nos Estaleiros de Viana do Castelo para uma das maiores empresas de cruzeiros de rio do Mundo. Em declarações à Lusa, o presidente da empresa turística, Mário Ferreira, esclareceu que a encomenda será oficializada assim que o financiamento estiver garantido, o que deverá acontecer na próxima semana. “Reunimos com vários bancos, é um processo com 8 a 10 meses de negociações. Esta semana um banco já aprovou e está a liderar o consórcio, falta o segundo banco aprovar. Se este aprovar nas mesmas condições que o primeiro, estaremos em condições para avançar e efetivar o negócio”, informou. Segundo revelou, o cliente em causa é o Grupo Viking Cruises, com sede em Basileia, na Suíça, que opera sobretudo nas bacias do Reno e do Danúbio, mas também no Nilo, no Volga e nos grandes rios da China. A tarefa da Douro Azul será a de “entrar, chave na mão, um navio para o estrangeiro”. “Por isso é que me encomendam a mim e não ao estaleiro, senão teriam de fazer toda a gestão do processo”, explicou Mário Ferreira, sublinhando que “estes navios são muito complexos, exigem bastante gestão”. “Nós temos as equipas montadas e o conhecimento. Estamos, na prática, a vender esse conhecimento de gestão para poder cativar a possibilidade de exportarmos navios desta qualidade”, esclareceu. Dos quatro navios, dois deverão ficar concluídos em 2016 e os restantes em 2017.

PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce