PUB
Junta da Galiza

Dia Europeu da Saúde Oral dedicado à prevenção do tabagismo

Dia Europeu da Saúde Oral dedicado à prevenção do tabagismo
“Todas as campanhas desenvolvidas não foram suficientes para reduzir números absolutamente chocantes. Em países ocidentais, com a população informada, ainda temos taxas de mortalidade muito elevadas. O tabaco é um flagelo muito grande com consequências pessoais, sociais e económicas demasiado elevadas”, sublinhou o bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

O Dia Europeu da Saúde Oral assinala-se esta quinta-feira, sendo este ano dedicado ao controlo e prevenção do tabagismo. Para assinalar a efeméride, a Ordem dos Médicos Dentistas recorda que “o tabaco continua a ser responsável pela maioria dos cancros incuráveis da boca e garganta, sendo também a maior causa de morte dos 28”.
De acordo com o bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas, Orlando Monteiro da Silva, “embora sejam passíveis de prevenção, as doenças orais continuam a ser um grave problema de saúde pública do século XXI”. “Todas as campanhas desenvolvidas não foram suficientes para reduzir números absolutamente chocantes. Em países ocidentais, com a população informada, ainda temos taxas de mortalidade muito elevadas. O tabaco é um flagelo muito grande com consequências pessoais, sociais e económicas demasiado elevadas”, defendeu. Aliás, segundo a referida ordem, “o tabaco é uma das principais causas de morte evitável no mundo, impondo um grande encargo às sociedades. Só em despesas de saúde associadas às consequências do tabaco, os países da União Europeia gastam anualmente mais de 25 mil milhões de euros”.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile