PUB
Sogrape - Mateus Rosé

Dia de São Patrício: história, símbolos e tradições pelo mundo

Dia de São Patrício: história, símbolos e tradições pelo mundo

Quem foi São Patrício?

O Santo Padroeiro da Irlanda é uma das figuras cristãs mais conhecidas, mas, ao contrário do que se possa pensar, Patrício não nasceu no país que o acolheu como padroeiro.
Aos 16 anos foi raptado por piratas irlandeses que invadiram a propriedade da sua família e o levaram para a Irlanda onde trabalhou durante seis anos como escravo, até que conseguiu escapar. No entanto, quando já se encontrava em Inglaterra, um anjo revelou em sonho a Patrício que ele deveria retornar à Irlanda como missionário. São Patrício cumpriu a sua missão e espalhou o cristianismo em terras irlandesas que até à data eram pagãs.
O dia da sua morte, 17 de março, deu origem à celebração do “Dia de São Patrício” que, atualmente, é festejado em várias partes do mundo.

Símbolos

Trevo

Sendo já reputada como uma planta “sagrada” pelo povo Celta, por simbolizar o renascimento da Primavera, reza a lenda que São Patrício utilizou o trevo de três folhas para explicar aos pagãos o conceito da Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo).
Durante a época das conquistas, os irlandeses usavam o trevo como forma de exprimir o seu orgulho e revolta contra a supressão da língua e cultura irlandesa por parte dos britânicos.
Atualmente os trevos são, também, considerados um símbolo de boa sorte mundialmente.

Verde

A cor verde é uma das principais características do Dia de São Patrício, contudo, a primeira cor relacionada ao padroeiro da Irlanda foi o azul, mas como esta era também associada aos britânicos, de quem os irlandeses se queriam distanciar, era necessário atribuir um novo tom.
Como os trevos são verdes, e um símbolo tão importante, esta foi a cor eleita. A Irlanda, sendo conhecida também como “Ilha Esmeralda” dada a sua vasta vegetação, e tendo o “verde” na cor da sua bandeira, são motivos que podem também estar associados à escolha desta cor.
Reza a lenda, ainda, que se vestirmo-nos de cor verde, os duendes não podem beliscar-nos porque somos invisíveis. Quem diria que era assim tão fácil adquirir este super poder?!

Duendes

Com origem na cultura Celta, os leprechauns são uma espécie de duendes, conhecidos pelo seu espírito tagarela, que arranjavam os sapatos das fadas e guardavam com afinco o seu lendário tesouro: um pote de ouro no final do arco-íris.
Neste dia, nos desfiles espalhados pelo mundo, muitos participantes optam por mascararem-se de duendes e pregarem partidas aos transeuntes.

Música irlandesa

Associada aos eventos decorrentes nesta data, a música irlandesa marca um lugar importante na história deste país. Dada a proibição da língua e costumes irlandeses por parte dos britânicos, a música foi usada como forma de manter as tradições vivas, passando-as de geração em geração.
Durante o reinado da Rainha Elisabete I, foi decretado que artistas e músicos fossem presos e enforcados, mas, ainda assim, a Irlanda conseguiu resistir e atualmente ainda são tocadas melodias tradicionais, recorrendo a instrumentos que mantiveram-se atuais durante todos estes séculos, como gaitas de foles e flautas irlandesas.

Corned Beef Boil

Um prato de carne e repolho, bem tradicional irlandês, é a refeição obrigatória do Dia de São Patrício. Considerado o “prato oficial” deste feriado, é servido em todos os jantares temáticos pelo mundo.

Foto: Pacemaker (BBC)

Dia de São Patrício pelo mundo

Irlanda

Sendo o feriado mais importante do país, o Dia de São Patrício chama toda a população à rua.
Entre irlandeses e turistas, são expectadas cerca de 500,000 pessoas no desfile que se realiza em Dublin, a capital da República da Irlanda. Mas, o desfile é só uma pequena parte daquilo que é uma das maiores celebrações mundiais. O festival de São Patrício dura cerca de 4 dias e conta com uma vasta programação, desde peças de teatro e espetáculos musicais a eventos gastronómicos e visitas guiadas a espaços emblemáticos.
E, para quem prefere ambientes festivos com menos afluência, talvez considerados mais “autênticos”, as regiões rurais da Irlanda organizam, também, desfiles e provas de pratos tradicionais irlandeses.
Os pubs são, também, muito procurados uma vez que duas das estrelas desta celebração são a Guinness e a Magners, cerveja e sidra irlandesas. Nestes espaços são organizadas festas com música ao vivo e oferecidos brindes, alusivos à Guinness e à Magners, aos clientes.

Inglaterra

Com uma forte presença de imigrantes irlandeses, este dia é comemorado em várias cidades já desde a Segunda Guerra Mundial.
Em Londres são esperadas mais de 50,000 pessoas para ver o desfile que passa pelas ruas principais da capital britânica. Este evento enche a cidade de verde e conta com música, dança e muita animação. Filmes para crianças, workshops e eventos gastronómicos fazem também parte das festividades.
Manchester, sendo uma das principais cidades com comunidade irlandesa, acolhe um festival que dura mais de uma semana. Este inclui concertos, eventos desportivos, noites de comédia e karaoke, dança, desfiles e festas para seniores.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Escócia

Também na Escócia o Dia de São Patrício é celebrado “em força”, ora não tivesse o Santo Padroeiro da Irlanda nascido em Kilpatrick, uma vila escocesa na cidade de Dumbarton, segundo consta num documento oficial descoberto em 2018.
Na capital, Edimburgo, acontece o festival Cowgate que celebra a cultura e legado irlandês com música ao vivo e vários eventos em pontos estratégicos da cidade.
Já em Glasgow, além das comemorações que têm lugar em vários bares, há um evento destinado a toda a família repleto de música, dança e animação, e um espetáculo em homenagem à Irlanda que junta alguns dos mais talentosos artistas irlandeses. Noites de comédia e concertos também acontecem nesta semana de celebração.

Estados Unidos da América (EUA)

Nos EUA também é celebrado este dia, uma vez que foi um dos principais destinos que os irlandeses escolheram para emigrar durante a Grande fome de 1845–1849 na Irlanda, causada por uma doença nas batatas, alimento que alimentava a maior parte da população.
Segundo as estatísticas, Boston é a cidade com maior percentagem de descendentes de irlandeses, o que faz dela uma das localidades mais procuradas para celebrar a data. Além do desfile, que é o terceiro maior nos EUA, Boston acolhe um festival de filmes irlandeses e uma série de seis concertos que conta com a banda local de punk celta Dropkick Murphys.
Já em New London, localizada no estado americano de Connecticut, podem ver-se duendes a mudar os sinais da cidade para “New Dublin”. O festival de New Dublin tem a duração de uma semana e, além dos concertos de bandas celtas de vários géneros, existe ainda um evento gastronómico onde é possível degustar os pratos típicos da Irlanda.
Sendo tradição há mais de 60 anos, a cidade de Chicago tinge o seu rio de verde com uma fórmula de corante ecológica que permanece em segredo. São organizados vários cruzeiros para poder admirar esta cor de perto e, claro, tirar as fotografias para o Instagram e deixar qualquer um “verde de inveja”. A cidade conta ainda com diversos desfiles e festivais de comida, dança e música.
Savannah, North Kansas City, O’Neill, New Orleans e, como é óbvio, Nova Iorque, juntam-se também às celebrações de São Patrício com vários eventos.

Brasil

Nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, o principal foco da celebração é nos bares e pubs onde os clientes podem ver a decoração exclusiva e beber cervejas verdes.
Além da diversão noturna, em Belo Horizonte é possível também assistir aos desfiles nas principais avenidas da cidade.

Austrália

Uma vez que grande parte dos australianos têm descendência irlandesa, o dia de São Patrício é celebrado em força neste país, com principal foco nas cidades de Sydney e Brisbane.
Além dos habituais festejos nos bares onde a música ao vivo anima a noite, e até dos desfiles onde os participantes se disfarçam de duendes e vestem roupas tradicionais, um costume deste país são os pequenos-almoços e almoços temáticos nas empresas, organizados pelos patrões, onde são trocados presentes simbólicos.

Alemanha

Apesar de, comparando com outros países, não ser um local onde se celebra o São Patrício durante toda a semana, há sempre lugar para festejar de alguma forma, principalmente nas cidades de Munique e Berlim.
Em Munique há um evento de dois dias onde acontece aquele que é considerado um dos maiores desfiles da Europa. No mesmo festival, várias bandas de música tradicional irlandesa atuam em espaços emblemáticos ou pelas ruas da cidade. E, claro, sem faltar a cerveja, ora não fosse a Alemanha o paraíso destas!
Quem for mais recatado, opta apenas por vestir alguma peça de roupa verde, ou ir beber uma Guinness depois do trabalho num dos pubs locais.

Portugal

Como não podia deixar de ser, Portugal junta-se à festa. De Norte a Sul do país, monumentos iluminam-se de verde como forma de celebração. A Torre dos Clérigos, na cidade do Porto, o Santuário do Bom Jesus, em Braga, os castelos de Bragança e Marvão, a estátua de D. José I, em Lisboa, e o Cristo Rei, em Almada, são alguns dos marcos emblemáticos que se juntaram à iniciativa que visa reforçar o laço de amizade entre Portugal e Irlanda.
Além desta, são organizadas várias celebrações com base na cultura irlandesa, como eventos de poesia e espetáculos musicais, por todo o país. Os “irish pubs” espalhados nas diversas cidades portuguesas recebem os seus clientes para três ou mais dias de festa e, à semelhança da Irlanda, geralmente são oferecidos brindes, como chapéus e t-shirts, associados à Guinness e Magners.

Também outras cidades como Tóquio, no Japão, Seul, na Coreia do Sul, Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, Singapura, e Buenos Aires, na Argentina, vestem-se de verde e celebram este dia com desfiles, danças e música ao vivo.

Foto de capa: History

PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce