PUB
CIN - Branco Perfeito

Dia das Mentiras e 1 de Abril: qual a relação?

Dia das Mentiras e 1 de Abril: qual a relação?

O Dia das Mentiras, celebrado todos os anos no dia 1 de abril, é uma data peculiar marcada por brincadeiras e histórias inventadas. No entanto, qual é a origem dessa tradição? Como é que ela se espalhou pelo mundo?

Antes de mais, importa ressalvar que as origens do Dia das Mentiras não são totalmente claras, existindo diversas teorias distintas. Uma das mais populares remonta à França do século XVI. Na época, o Ano Novo era celebrado em 25 de março, com festividades que duravam até 1 de abril. Em 1564, o rei Carlos IX adotou o calendário gregoriano, mudando a data do Ano Novo para 1 de janeiro.

Contudo, há um problema, na medida em que grande parte do povo não foi informado da mudança, e continuaram a celebrar o Ano Novo em 25 de março. Reza a história que as celebrações eram feitas até ao dia 1 de abril. Aqueles que seguiram o novo calendário aproveitaram para pregar partidas aos “desinformados”, convidando-os para festas inexistentes ou enviando-lhes presentes falsos. 

As brincadeiras popularizaram-se e, com o tempo, 1 de abril tornou-se, um pouco por todo mundo, o Dia das Mentiras. Outras teorias associam a data a festivais pagãos da primavera, onde a brincadeira e a inversão da ordem social eram comuns. 

Independente da origem, que será sempre discutível, o Dia das Mentiras veio para ficar e assume diferentes formas em cada cultura. Na Inglaterra, por exemplo, as “April Fools” são brincadeiras leves e inofensivas, enquanto na França, a tradição é pregar partidas elaboradas, conhecidas como “poisson d’avril” (peixe de abril).

Curiosidades engraçadas

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Posto isto, deixamos-te aqui algumas curiosidades sobre esta data, que possivelmente nunca terás ouvido falar.

1- Na Escócia, o Dia das Mentiras durava dois dias. No primeiro dia, as pessoas enviavam bilhetes falsos (“gowk’s errand”). No segundo dia, pregavam partidas (não muito sérias, claro).

2- Em 1835, o jornal “New York Sun” publicou uma falsa história sobre a vida na lua, enganando muitos leitores.

3- Em 2008, a BBC transmitiu um documentário falso sobre pinguins que voavam, levando muitos telespectadores a acreditarem.

Mais do que tudo, o Dia das Mentiras é um dia para celebrar a leveza, a criatividade e o sentido de humor, mesmo que através de pequenas mentiras inofensivas. Afinal de contas, se virmos bem as coisas, no dia dos enganos, ninguém causa danos, certo?

Fotografia: Pexels

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem