PUB
Recheio 2024 Profissional

Destino do Edifício Transparente será a demolição

Destino do Edifício Transparente será a demolição

O destino do Edifício Transparente, situado na Foz do Douro, está novamente em pauta após a Assembleia Municipal do Porto aprovar por unanimidade a prorrogação da sua concessão até 2025.

A decisão surge em meio à incerteza sobre o futuro da estrutura, que está prevista para ser demolida até 2028 no âmbito do Programa da Orla Costeira de Caminha – Espinho (POC-CE).

Segundo o Porto Canal, o presidente da autarquia, Rui Moreira, criticou o referido programa, descrevendo-o como “um plano de ordenamento da costa um bocado estranho”, especialmente porque afeta mais os municípios que não estão alinhados com o Governo.

Além disso, lamentou a falta de clareza por parte da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) sobre os desdobramentos futuros.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A proposta de criar um grupo de reflexão na cidade para discutir o futuro do edifício foi questionada por Susana Constante Pereira, do Bloco de Esquerda. Rui Moreira respondeu que essa decisão cabe a especialistas, não a políticos, e reiterou a oposição do executivo municipal ao Programa da Orla Costeira.

O Edifício Transparente, concebido pelo arquiteto catalão Solà-Morales durante a Porto 2001 – Capital Europeia da Cultura, foi concedido em junho de 2004 por um período de 20 anos, com o término previsto para 27 de junho. Apesar das incertezas quanto ao seu futuro, tanto o executivo municipal quanto a assembleia consideram preferível prorrogar o contrato para evitar o abandono do local.

O POC-CE, em vigor desde 2021, estabelece o recuo planeado de várias áreas habitacionais e a proteção da Praia Internacional no Porto, onde o Edifício Transparente está localizado.

A indefinição da APA sobre a demolição das construções em domínio hídrico tem sido alvo de críticas da Câmara do Porto, que revelou a publicação de planos de praia desatualizados em julho de 2022, os quais poderiam determinar exceções à demolição do edifício transparente.

Fotografia: Porto Ponto
PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz