PUB
Junta da Galiza

Desemprego no Norte cai para 17,2% no segundo trimestre

Desemprego no Norte cai para 17,2% no segundo trimestre

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
No Norte, a taxa de desemprego ficou acima da média nacional (16,4%), fixando-se nos 17,2%.

No segundo trimestre deste ano, a taxa de desemprego portuguesa foi de 16,4%, 1,3 pontos percentuais abaixo do trimestre anterior. No Norte, o número de desempregados também caiu – ainda que tenha ficado acima da média nacional – fixando-se nos 17,2%. De acordo com os resultados do Inquérito ao Emprego do Instituto Nacional de Estatística (INE), entre os meses de abril e junho, a população desempregada foi de 886 mil pessoas, número que representa um aumento homólogo de 7,1% e uma diminuição trimestral de 7,0% (mais 59,1 mil e menos 66,2 mil pessoas, respetivamente). Por sua vez, a população empregada foi de 4,5 milhões, refletindo uma diminuição homóloga de 3,9% e um aumento trimestral de 1,6%. Segundo o INE, a nível interno, as taxas de desemprego mais elevadas foram as registadas em Lisboa (19,3%), na Região Autónoma da Madeira (18,8%), no Norte (17,2%), no Alentejo (17,2%) e no Algarve (16,9%). Os valores inferiores à média nacional ficam no Centro (11,5%) e na Região Autónoma dos Açores (16,1%).
O Inquérito ao Emprego mostrou ainda que a diminuição trimestral da população desempregada ocorreu essencialmente nos segmentos dos homens e das pessoas entre os 15 e os 34 anos, assim como no grupo com nível de escolaridade completo correspondente a qualquer um dos três níveis de ensino considerados, no segmento à procura de novo emprego (com origem sobretudo nos serviços) e no grupo que procura emprego há menos de 12 meses.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile