PUB
Philips S9000

D’Bandada no Porto a 13 de setembro

D’Bandada no Porto a 13 de setembro

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
A quarta edição do festival D´Bandada regressa ao Porto a 13 de setembro, com 62 concertos em 19 espaços. A programação inclui ainda uma atuação de Miguel Araújo a bordo de um elétrico.

O Ateneu Comercial do Porto, o Varandim dos Clérigos, o interior da Reitoria e o Passeio das Virtudes, são alguns dos espaços que irão acolher os concertos da D´Bandada, o “S. João da música”, como já é apelidado. São 19 os espaços – um deles móvel, como é o caso do elétrico que liga o Carmo à Batalha – que vão receber os 62 concertos do evento gratuito que apresenta  nomes como Manuela Azevedo com a Orquestra de Jazz de Matosinhos, Old Jerusalem, Rita Redshoes, Capicua, Best of 22.ª Curtas Vila do Conde, Charlie Brown, Ricardo Ribeiro e You Can’t Win.
Esta será “a maior D’Bandada de sempre”, garante a organização, e Pedro Moreira da Silva, da NOS, convidou ainda o Porto e os seus atores a juntarem-se com as suas propostas e os seus próprios programas para que esta seja “uma festa da cidade e uma festa da música”.
Para Henrique Amaro, responsável pela programação, o festival está agora “fora de controlo”, destacando ainda o alargamento à parte oriental da cidade, com concertos no Maus Hábitos, no Passos Manuel ou na Praça dos Poveiros.
O concerto de Ricardo Ribeiro no Passeio das Virtudes, de Fachada no Ateneu, do frente a frente entre Mind da Gap e Dealema nos Poveiros, não esquecendo a música de Miguel Araújo a bordo de um elétrico, são alguns dos destaques da D’Bandada deste ano.
Para o presidente da autarquia, parceira da D´Bandada em conjunto com a empresa municipal Porto Lazer, não sendo esta uma iniciativa nova, “identifica-se muito” com a visão que o executivo tem do Porto: “temos festa na cidade, temos animação na cidade e o princípio da gratuitidade”.
Rui Moreira espera que “venham muitas mais pessoas” a esta quarta edição considerando que, apesar de todas as dificuldades pelas quais as pessoas passam, há um “sentimento de ânimo na cidade”, que advém da cultura, do lazer e da animação, e apesar de não ser possível haver S. João todos os dias, é bom poder ter mais alguns durante o ano, como é o caso da D´Bandada.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile