Recheio 2023

Custo dos alimentos em Portugal atinge maior preço dos últimos 37 anos

Custo dos alimentos em Portugal atinge maior preço dos últimos 37 anos

As estatísticas do Instituto Nacional de Estatística (INE) não enganam. Desde 1985 que não se registava uma subida tão inflacionada no que respeita ao preço dos alimentos em Portugal.

Os dados agora revelados indicam que os alimentos essenciais e bebidas não alcoólicas terminaram 2022 com uma subida aproximada de 20% em relação a 2021.

O setor energético também foi afetado, principalmente desde o início da guerra na Ucrânia e com um maior impacto no preço do combustível, gás, entre outros “produtos energéticos”. Estes registaram uma inflação de 21% no espaço de um ano, o que perfaz o maior aumento desde 1991, segundo a notícia avançada pelo Sapo.

A população tem sentido a repercussão destas subidas no dia-a-dia, tendo surgido vários estudos que comprovam a sua falta de confiança em relação ao futuro.

Por outro lado, o relatório do INE mostra que os serviços médicos tiveram uma redução de cerca de 15% nos valores no ano anterior, assim como a tecnologia, que terá contado com preços mais baixos perante 2021.

PUB
www.pingodoce.pt/folhetos/?utm_source=cm&utm_medium=cpc&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=etaobompouparassim&utm_campaign=institucional