PUB
PD - Revista Sabe Bem

Cursos de dois anos para breve

Cursos de dois anos para breve
Governo quer ver aumentar o número de diplomados em Portugal e apresenta proposta dentro de algumas semanas. Institutos Politécnicos aplaudem a possibilidade.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Aumentar o número de diplomados e aproximá-lo da média europeia é o que justifica a proposta, a apresentar dentro de semanas, de criação de ciclos curtos no Ensino Superior, ou seja, cursos de menor duração. Uma ideia aplaudida pelo presidente do conselho coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos, que considera uma valorização da componente de ensino técnico. «O que se pretende é um curso de dois anos», referiu à agência Lusa Joaquim Mourato. «Tem uma componente muito forte de contexto de trabalho, além da componente prática e de articulação com o tecido empresarial», explica. Uma novidade que chega numa altura em que a crise financeira «generalizada», a ausência de integração entre ciclos de ensino (básico, secundário e superior) e o contexto demográfico ameaçam o ensino superior. É pelo menos o que garante a análise SWOT do Sistema de Ensino Superior Português, promovida pela Comissão Setorial para a Educação e Formação e pelo Instituto Português da Qualidade.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile