CMPorto

Centro Português de Fotografia

Centro Português de Fotografia

Lente Feminina
até 22 maio

https://cpf.pt/wp-content/uploads/2022/02/CNF0563-259x300.jpg

No âmbito da participação da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas na ENIND-Estratégia Nacional para a Integração e Não Discriminação-Portugal + Igual (2018-2030) cuja temática para 2022-2025 é a não discriminação em razão do sexo e de igualdade de género, o Centro Português de Fotografia  apresenta uma exposição de produção própria que pretende homenagear as mulheres fotógrafas representadas na Coleção Nacional de Fotografia, cujas práticas individuais contribuíram para a excelência da narrativa fotográfica e romperam com os conceitos preconcebidos de uma profissão dominada pelos homens.Integram a exposição 89 imagens de 27 fotógrafas representadas na Coleção Nacional de Fotografia.

Identidades
até 03 de julho

https://cpf.pt/wp-content/uploads/2022/03/%C2%A9RuiMorao-300x300.jpg

A identidade como construção existencial e social.

Da autoria do grupo fotográfico “Diez Miradas”, criado em 2016 e composto atualmente pelos fotógrafos Cristóbal Carretero Cassinello, Xavier Ferrer Chust, Joan Forteza, Rubén García Felices, Juan Carlos Gargiulo, Rui Morão, Manel Quiros, Ramón Siscart, Pablo Tarrero y Paz Vicente, “Identidades” é uma exposição que visa mostrar a identidade individual e/ou social relacionando-a com questões concretas do mundo que nos rodeia. Através de um tema principal – o retrato – estas imagens revelam diferentes olhares que dialogam entre si; imagens realizadas em viagem ou na vida quotidiana com o objetivo de retratar tradições que ainda perduram ou procurar identidades perdidas que se reinventam, dia após dia. Retratos de pessoas com ideias e valores que têm origem em diferentes padrões sociais e culturais. Tal como disse uma vez Peter Handkle (pensador, escritor e dramaturgo austríaco e grande estudioso da sociedade contemporânea): “A invenção e a ficção são a verdade”. “Identidades” reflete sobre a nossa memória, os direitos humanos, o conflito entre a identidade pessoal e social, a existência, o futuro e sobre um mundo cheio de mentira no qual vivemos. A exposição é dedicada, a título póstumo e com todo o carinho, ao nosso companheiro português Rui Morão. – Rubén García Felices 

https://cpf.pt/wp-content/uploads/2022/04/Corina-Freire-215x300.jpg

Corpos Modernos do Palco
até 21 agosto

“Corpos Modernos do Palco (Fotografia de Silva Nogueira 1920-1930) reúne um conjunto de retratos de atores portugueses fotografados por Silva Nogueira e pertencentes ao acervo do Museu Nacional do Teatro e da Dança num período que vai do início da década de 1920 até aos primeiros anos da de 1930. Estas imagens que representam a afirmação de uma tripla modernidade. Em primeiro lugar testemunham uma profunda mudança estética no retrato, incorporando traços do cinematógrafo, em particular o grande plano. Em segundo lugar testemunham uma transformação do teatro nacional, quer no teatro de repertório quer na Revista à Portuguesa, começando a sentir-se, de forma cada vez mais evidente, a influência do cosmopolitismo das grandes capitais. Em terceiro lugar, a sua ampla disseminação através dos novos magazines ilustrados perfeitamente integradas na paginação inovadora desses magazines fê-las chegar a faixas cada vez maiores de público dando azo a uma marcante mudança para um gosto modernista.” – Paulo Ribeiro Baptista

Centro Português de Fotografia/ Direção-Geral de Arquivos
Edifício da Cadeia da Relação do Porto
Campo Mártires da Liberdade – Porto
Telf: 222 076 310 | Fax 222 076 311
www.cpf.pt

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=052022-peitodefrangorecheado&utm_campaign=sabordomes

Viva! no Instagram. Siga-nos.