PUB
Recheio 2024 Institucional

CP fecha 2012 com prejuízo de 222,5 milhões de euros

Em comunicado, a entidade explicou que, por outro lado, o custo da dívida impediu uma redução mais significativa dos prejuízos em 2012, sendo que a empresa conseguiu melhorar em 40% os resultados operacionais, com ajustamentos nas tarifas e redução de custos, cortando no número de trabalhadores, nos salários e nos serviços externos.
As receitas do tráfego diminuíram, no ano passado, um milhão de euros, para os 211 milhões, valor justificado pela perda de 11,4% de passageiros, a que “não foi alheio o elevado número de greves que ocorreram durante todo o ano, com especial significado no último trimestre”. Ao longo do ano, a CP suprimiu 30.445 comboios por motivos de greve, o que representa 7% dos comboios programados. Com um EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de 45,6 milhões de euros, a CP conseguiu assegurar, “com meios próprios, todas as suas necessidades de tesouraria corrente, incluindo o financiamento dos investimentos e manutenção plurianual da frota, bem como o pagamento das rescisões de contratos de trabalho”. Por sua vez, esclareceu a empresa, a função financeira foi “assegurada pontualmente por suporte acionista e da banca portuguesa”.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem