PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce

CP desiste de cobrança por bagagem em excesso

Empresa admite que medida produziu efeitos “ao nível da sensibilização dos clientes”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A Comboios de Portugal (CP) confirmou ao JN ter desistido de cobrar cinquenta cêntimos pelas bagagens transportadas nos comboios urbanos do Porto. De acordo com a empresa, apesar de a medida nunca ter sido efetivamente aplicada, produziu efeitos “ao nível da sensibilização dos clientes”.

Criada a 1 de fevereiro, a taxa de transporte de bagagem em excesso gerou logo polémica, sendo muito comparada com o transporte de bicicletas, que continuou gratuito. A medida nasceu das “várias dezenas de reclamações de situações frequentes por transporte excessivo, que estavam a provocar impacto no conforto e na qualidade do serviço prestado”. Segundo afirmou a porta-voz da CP, Ana Portela, “estas dificuldades são mais acentuadas nas horas de ponta, quando as pessoas não conseguem circular nas carruagens ou são confrontadas com bagagens colocadas nos assentos”.
PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce