CMPorto

Coração de D. Pedro poderá viajar da Igreja da Lapa até ao Brasil

Coração de D. Pedro poderá viajar da Igreja da Lapa até ao Brasil

O coração de D. Pedro IV, que se encontra na Igreja da Lapa, no Porto, poderá atravessar o Atlântico para as comemorações do bicentenário da independência do Brasil.

Esta transladação só será apreciada depois de concluído “o processo de exame técnico”, frisou a autarquia portuense, confirmando ter recebido o pedido oficial.

A Câmara do Porto, em declarações agência Lusa, de acordo com o JN, sublinhou que o assunto só será apreciado “depois de concluído o processo de exame técnico do coração”, que está a ser levado a cabo pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) e pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP).

“Em devido tempo, o assunto será apreciado em reunião de executivo municipal e, posteriormente, pela Assembleia Municipal do Porto, órgão autárquico ao qual caberá a decisão final sobre a transladação temporária do coração de D. Pedro para o Brasil”, concluiu a autarquia.

O embaixador brasileiro, George Prata, um dos coordenadores das comemorações, referiu que o governo do seu país já enviou um pedido oficial a Portugal para a trasladação do coração de D. Pedro.

“Temos ainda uma expectativa de que o coração possa vir. Seria bom para a comemoração conjunta do Brasil e Portugal do bicentenário”, porque D. Pedro foi “uma personalidade importante para os dois lados”, salientou o embaixador, segundo a mesma publicação.

Se a trasladação for possível, George Prata contou que a ideia é que, “em primeiro, o coração vá para Brasília”, capital do país, ainda que o corpo se encontre na cidade de São Paulo.

O embaixador, aquando da sua visita a Portugal, no passado mês de fevereiro, contactou a Câmara Municipal do Porto para se iniciar o processo de transladação e a Irmandade de Nossa Senhora da Lapa, guardiões do coração de D. Pedro.

Recorde-se que D. Pedro IV de Portugal, I Imperador do Brasil, foi, e ainda é, uma figura muito acarinhada por ambas as nações. O desejo de unir o corpo ao coração do Rei Soldado existe, contudo, a Irmandade da Lapa, alertou para “última vontade do monarca e a integridade do coração, doado por vontade do próprio no leito de morte, à cidade do Porto, deverá ser soberana”.

Fotografia: Porto.

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=carne&utm_campaign=sabordomes