PUB
Recheio 2024 Institucional

Concessão de transportes no centro das preocupações dos autarcas do Porto

Concessão de transportes no centro das preocupações dos autarcas do Porto

Os autarcas da Área Metropolitana do Porto (AMP) manifestaram-se hoje preocupados com o processo de concessão da STCP e da Metro do Porto, temendo que haja uma penalização para o erário público em benefício de privados.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Durante a reunião ordinária do Conselho Metropolitano do Porto (CmP), Marco Martins, autarca de Gondomar, revelou ter informações de que as respostas a milhares de perguntas colocadas pelos interessados no concurso público “vão penalizar o erário público e beneficiar os privados”. O presidente da Câmara de Gaia, por sua vez, constatou estar “a acontecer o que era previsível: um caderno de encargos que não era claro e que tinha problemas graves”. “Espero que o senhor secretário de Estado dos Transportes e o senhor ministro da Economia não se precipitem”, sublinhou, acrescentando ter receio de que, face às “mais de duas mil perguntas” dos interessados, “possa haver a tentação de viabilizar o [atual] caderno de encargos”. Já Aires Pereira, da Póvoa de Varzim, revelou-se preocupado com o fim do contrato com o atual operador da Metro do Porto, que termina no fim do ano, tendo em conta que “persiste a questão muito complicada” sobre a interpretação dos incentivos do contrato de subconcessão, que atualmente faz com que a empresa Prometro deva mais de 20 milhões de euros à transportadora. “Essa preocupação pode ser muito lesiva para os interesses do Estado”, frisou, rejeitando desde já que um dia mais tarde a AMP venha a ser responsabilizada pelo que quer que seja, por ter avisado a tutela “a tempo e horas” sobre esta questão.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem