PUB
Recheio 2024 Institucional

Como reconhecer e aliviar os sintomas da gripe

Como reconhecer e aliviar os sintomas da gripe

Com a chegada do inverno, é importante estar atento aos sintomas da gripe e outras infeções virais semelhantes, a fim de poder “atacá-las” o mais rápido possível. A gripe, doença infeciosa causada pelo vírus Influenza A e B, pode surgir de forma repentina, causando mal-estar físico e psicológico. Reconhecer os sintomas e adotar medidas adequadas é fundamental para aliviar o desconforto e acelerar a recuperação.

A VIVA! preparou um artigo especialmente para si, com algumas sugestões de como aliviar os sintomas da gripe, sendo os mais comuns: congestão nasal, dor de garganta, dores de cabeça, dores musculares e articulares, tosse intensa (seca ou produtiva) e febre.

Repouso e uma boa noite de sono

O descanso é um dos principais aliados no combate aos sintomas da gripe pois repousar permite ao nosso corpo concentrar toda a sua energia na recuperação.
Além disso, uma boa noite de sono ajuda a fortalecer o sistema imunitário. De acordo com o portal do Centro Hospitalar São João, “o sono é um processo fisiológico com características de recuperação, regulação e proteção, afetando uma variedade de funções imunitárias, inclusive produz proteínas importantes para a defesa do nosso corpo”, dessa forma, “a Associação Americana do Sono enfatiza a importância de dormir para o corpo lutar contra uma infeção, caso esteja infetado, ou para ajudar a prevenir uma infeção, caso não esteja, qualquer que seja o tipo de vírus”.

Beber muita água

Repor os níveis de hidratação depois dos suores causados pela febre é essencial. Além de prevenir a desidratação, que pode levar à confusão e delírio ou até provocar convulsões e desmaios, ajuda a fluidificar o muco nasal e a expetoração.

Inalar vapor

Não só é considerado um tratamento natural para a sinusite, como também é uma excelente forma de aliviar problemas respiratórios e congestão nasal. Basta ferver meio litro de água com sal grosso num tacho, cobrir a cabeça com uma toalha e inalar o vapor. Pode, ainda, adicionar umas folhas (ou gotas de óleo essencial) de eucalipto, devido às suas propriedades descongestionantes.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
Foto: Freepik

Compressas frias ou quentes

Certamente é algo que está na memória de todos que, quando éramos crianças e estávamos doentes, os nossos pais ou avós colocavam compressas (ou panos de cozinha) humedecidas com água fria, na nossa testa, para aliviar o desconforto causado pela febre e baixar a temperatura.
Essa prática ainda é recomendada, assim como as compressas quentes para amenizar as dores corporais e ajudar a relaxar os músculos.

Foto: Freepik

Alimentação leve e rica em vitamina C

Opte por refeições leves, mas nutritivas, como sopas, purés de legumes e frutas para facilitar a digestão. Alimentos ricos em vitamina C, como laranjas, toranjas e kiwis são também aconselháveis para ajudar a fortalecer o sistema imunitário.
E, claro, a famosa canja de galinha, tradição que se mantém desde o tempo dos nossos avós, que além de ser uma ótima comida de conforto tem propriedades anti-inflamatórias, de acordo com um estudo realizado pelo Centro Médico da Universidade do Nebraska (EUA).

Chás medicinais

Está mais que provado que o uso de chás medicinais ajuda a combater os sintomas da gripe, dadas as propriedades terapêuticas das plantas escolhidas. A camomila, por exemplo, é conhecida pelas suas propriedades calmantes, sendo que alivia o stress e promove o relaxamento, enquanto que a menta e o eucalipto são descongestionantes naturais e expetorantes. Já o gengibre é considerado um dos mais poderosos anti-inflamatórios naturais. Se a fadiga causada pela gripe o está a incomodar, uma caneca de chá verde pode dar-lhe a energia que precisa, devido à cafeína.
Opte por adoçar os chás com mel, uma vez que o próprio tem uma ação anti-inflamatória e reduz imediatamente o desconforto na garganta.
Se tiver tosse pode, ainda, fazer um xarope caseiro para aliviar e atuar diretamente na garganta. Basta ralar algumas rodelas de cenoura, juntar o sumo de meio limão e uma colher de sopa de mel.

De acordo com o Serviço Nacional de Saúde (SNS), “a gripe é, habitualmente, uma doença de curta duração (2 a 4 dias), com sintomas de intensidade moderada e evolução benigna, sendo que a recuperação completa demora cerca de 1 a 2 semanas”.

No entanto, em caso de dúvida ou se os sintomas persistirem ou agravarem, é aconselhável procurar a orientação de um profissional de saúde.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile