PUB
Recheio 2024 Institucional

Comerciantes de Ferreira Borges contestam desordem gerada por autocarros turísticos

Comerciantes de Ferreira Borges contestam desordem gerada por autocarros turísticos

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
“O caos não é compatível com uma rua inserida numa área classificada como Património Mundial”, defendem os lojistas.

Os comerciantes da rua Ferreira Borges, no coração da cidade do Porto, vão contestar esta sexta-feira de manhã a poluição e as dificuldades de circulação automóvel e pedonal existentes naquela zona devido ao “estacionamento abusivo” de autocarros turísticos.
Durante o protesto, intitulado “Dia de Luto na Rua Ferreira Borges”, os lojistas vão vestir-se de preto para deixar um alerta sobre o “problema de saúde pública” provocado pelas “condições de tráfego rodoviário e desregulação do estacionamento à superfície”. Em comunicado, os organizadores da iniciativa explicam que “os níveis de emissão de poluentes atmosféricos, nomeadamente partículas e dióxido de carbono, e o nível de ruído provenientes das extensas filas de trânsito e do estacionamento abusivo dos autocarros turísticos com os motores ligados por períodos alargados de tempo tornam a rua irrespirável e de vivência difícil”. Segundo os comerciantes, a situação piorou nos últimos meses. “O caos não é compatível com uma rua inserida numa área classificada como Património Mundial”, sublinharam.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem