Sogrape

Coggan diz que Alemanha “não vai reaver dinheiro” emprestado a Portugal

Ao longo de uma entrevista intitulada “Afogados na dívida”, Coggan considera que “os alemães e os europeus do norte têm duas opções” – “enviar diretamente o dinheiro para a Grécia e para Portugal” ou emprestar o dinheiro a ambos os países, “o qual não vai ser devolvido”. “De uma forma ou de outra, isso não faz grande diferença: não vão reaver o dinheiro. E, no final, vai ser preciso que as populações se rendam a essa evidência nos países da Europa do Norte”, garantiu.
De salientar que as quantias atribuídas à Grécia pelo FMI – mais de 30 mil milhões de euros – são, até hoje, as mais importantes da história do Fundo Monetário Internacional. As projeções da instituição apontam para que Atenas tenha meios para reembolsar os seus credores públicos, incluindo a Alemanha, desde que reforme a economia e seja apoiada quando estas reformas tiverem resultados.

PUB
www.pingodoce.pt/responsabilidade/premio-literatura-infantil/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_campaign=pli