CIN - Branco Perfeito

Cientistas descobrem locais habitáveis na Lua

Cientistas descobrem locais habitáveis na Lua

Uma equipa de cientistas da Universidade da California, nos Estados Unidos, descobriu locais sombrios no interior de fossas lunares, com uma temperatura média de 17ºC. Através destes dados acredita-se que é possível que estas cavernas possam receber vida humana.

Segundo explica a plataforma tempo.pt “considera-se agora que é possível que as fossas” e “cavernas subsequentes tornariam mais seguros e mais estáveis” a nível térmico “os campos de base para exploração lunar e habitação a longo prazo em relação ao resto da superfície da Lua – que aquece até 126 ºC durante o dia e desce para -173 ºC à noite”.

As fossas foram descobertas pela primeira vez na Lua há 13 anos, em 2009, e desde então, os cientistas têm-se questionado “se as cavernas daí decorrentes poderiam ser exploradas/utilizadas como abrigos”. Esta nova investigação crê que “provavelmente 16 das mais de 200 fossas são tubos de lava colapsados”.

A plataforma afirma que “dois dos fossos mais proeminentes têm saliências visíveis que levam claramente a algum tipo de caverna, e existem fortes indícios de que a saliência de outro pode também levar a uma grande caverna”.

Um dos autores do estudo, David Paige, citado pela tempo.pt adianta que a “humanidade viveu o início da sua história em cavernas”, algo a que nos adaptaríamos na Lua.

“A construção de bases nas áreas sombreadas destas fossas permitiria aos cientistas concentrarem-se noutros desafios”, como por exemplo “o cultivo de alimentos, fornecimento de oxigénio aos astronautas, reunião de recursos para experiências e expansão da base”. As fossas e cavernas iriam também oferecer “alguma proteção contra raios cósmicos, radiação solar e micrometeoritos”, esclarece ainda a plataforma.

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=carne&utm_campaign=sabordomes