Santander Escolhas

Chineses e árabes assinam contratos da REN esta quarta-feira

Chineses e árabes assinam contratos da REN esta quarta-feira

Com o primeiro formalismo para a venda de uma participação pública de 40 por cento, o Estado recebe uma primeira tranche – até 160 milhões de euros – de um total de 592,21 milhões. A empresa chinesa pagou 2,9 euros por ação, ou seja, um prémio de 40 por cento face à cotação do dia anterior à apresentação das propostas (dia 19 de janeiro), que estava em 2,072 euros, perfazendo 287,15 milhões de euros, enquanto a Oman Oil Company pagou 2,56 euros por ação, o que representa um prémio de 23,6 por cento, no total de 205,06 milhões de euros.
Depois desta fase de privatização, o Estado fica ainda na posse de 11,1 por cento dos títulos da REN, que o Governo pretende dispersar em bolsa quando as condições de mercado melhorarem.
PUB
www.youtube.com/watch?v=sGBN85XLjXI/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_campaign=natal