Mynatal

Chefe da Missão olímpica não quer “tiros nos pés”

Chefe da Missão olímpica não quer

“Não vale a pena andarmos a faturar medalhas antes do seu tempo ou fazermos conjeturas. Muito honestamente, a única previsão que me interessa é a meteorológica nas modalidades ao ar livre, nada mais”, sustentou Mário Santos, em referência aos “problemas de comunicação” verificados nos Jogos realizados na China.
Deste modo, o Chefe de Missão pediu “apoio incondicional” aos atletas que, “mais do que ninguém, querem brilhar e fazer tudo ao seu alcance para vencer”. O pedido de Mário Santos é também extensível aos “altos dirigentes desportivos e governantes” para que todos os atletas sejam tratados “de forma igual”.
“Estão lá todos por mérito, são portugueses e têm o nosso apoio incondicional. Estou certo de que todos os atletas e o país estarão a apoiá-los e se não ficarmos mais bem classificados será única e exclusivamente pelo facto dos outros serem melhores do que nós e não por termos andado a dar tiros nos pés”, sublinhou.

PUB
Pingo Doce Encomendas

Viva! no Instagram. Siga-nos.