Bairro Feliz - PD

Chef Rui Paula ganha segunda estrela Michelin

Chef Rui Paula ganha segunda estrela Michelin

O chef Rui Paula recebeu, na quarta-feira, a segunda estrela Michelin (“cozinha excecional, merece o desvio”) no seu restaurante “Casa de Chá da Boa Nova”, situado em Leça da Palmeira. 

Os resultados foram apresentados no Teatro Lope de Vega, em Sevilha, onde o chef subiu ao palco e agradeceu à sua equipa. «Sou muito feliz por viver num país como Portugal e por ter um restaurante à beira-mar», afirmou.

“Vamos aprimorar mais algumas coisas de serviço, abrir a fogo garrafas todas as noites, uns pratos em que se trabalha mais a frescura no momento, que é para trabalhar para a terceira”, referiu ainda, assumindo o desejo de conquistar a terceira estrela, que representa a distinção máxima do Guia Michelin.

De referir que a edição do Guia Michelin ibérico de 2020 atribuiu a primeira estrela (“cozinha de grande nível, compensa parar”) aos restaurantes “Epur” (Lisboa, chef Vincent Farges), “Fifty Seconds by Martín Berasategui” (Lisboa, chef Filipe Carvalho), “Mesa de Lemos” (Viseu, chef Diogo Rocha) e “Vistas” (Vila Nova de Cacela, chef Rui Silvestre). Por outro lado, três restaurantes portugueses perderam a estrela que detinham, a saber: “L’And Vineyards” (Montemor-o-Novo, chef José Miguel Tapadejo, após a saída de Miguel Laffan), Willie’s (Vilamoura, chef Willie Wurguer) e “Henrique Leis” (Almancil, chef Henrique Leis). Não há ainda nenhum restaurante português com a atribuição de três estrelas (“uma cozinha única, justifica a viagem”).

Lista de restaurantes portugueses no Guia Michelin 2020:

Uma estrela:
A Cozinha (Guimarães, “chef” António Loureiro)
Antiqvvm (Porto, “chef” Vítor Matos)
Bon Bon (Carvoeiro, “chef” Louis Anjos)
Eleven (Lisboa, “chef” Joachim Koerper)
Epur (Lisboa, “chef” Vincent Farges) – novidade
Feitoria (Lisboa, “chef” João Rodrigues)
Fifty Seconds by Martín Berasategui (Lisboa, “chef” Filipe Carvalho) – novidade
Fortaleza do Guincho (Cascais, “chef” Gil Fernandes)
G Pousada (Bragança, “chef” Óscar Gonçalves)
Gusto by Heinz Beck (Almancil, “chef” Libório Buonocore, após a saída de Daniele Pirillo)
LAB by Sergi Arola (Sintra, “chef” Sergi Arola e Vlademir Veiga)
Largo do Paço (Amarante, “chef” Tiago Bonito)
Loco (Lisboa, “chef” Alexandre Silva)
Mesa de Lemos (Viseu, “chef” Diogo Rocha) – novidade
Midori (Sintra, “chef” Pedro Almeida)
Pedro Lemos (Porto, “chef” Pedro Lemos)
São Gabriel (Almancil, “chef” Leonel Pereira)
Vista (Portimão, “chef” João Oliveira)
Vistas (Vila Nova de Cacela, “chef” Rui Silvestre) – novidade
William (Funchal, “chefs” Luís Pestana e Joachim Koerper)

Duas estrelas:
Alma (Lisboa, “chef” Henrique Sá Pessoa)
Belcanto (Lisboa, “chef” José Avillez)
Casa de Chá da Boa Nova (Leça da Palmeira, “chef” Rui Paula) – novidade
Il Gallo d”Oro (Funchal, “chef” Benoît Sinthon)
Ocean (Alporchinhos, “chef” Hans Neuner)
The Yeatman (Vila Nova de Gaia, “chef” Ricardo Costa)
Vila Joya (Albufeira, “chef” Dieter Koschina)

Foto: Facebook Casa de Chá da Boa Nova

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/um-regresso-saboroso-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=23092022-edicao69utm_campaign=sabebem