PUB
Recheio 2024 Institucional

Cerca de 500 mil portugueses sofrem de osteoporose

Cerca de 500 mil portugueses sofrem de osteoporose
As ações de sensibilização da SPODOM vão decorrer na próxima semana em hospitais, centros de saúde e locais públicos das cidades de Lisboa, Porto e Coimbra.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A Sociedade Portuguesa de Osteoporose e Doenças Ósseas Metabólicas (SPODOM) vai assinalar este domingo o Dia Mundial da Osteoporose com um conjunto de iniciativas destinadas a sensibilizar a população para a doença, que afeta cerca de 500 mil portugueses. “A osteoporose é muito frequente, estima-se que, depois dos 50 anos, uma em cada três mulheres ou um em cada cinco homens vá ter uma fratura provocada por osteoporose até ao fim da vida”, afirmou Ana Paula Barbosa, da SPODOM, em declarações à Lusa.
De acordo com dados da entidade, atualmente, estima-se que ocorra uma fratura a cada três segundos, em algum lugar do planeta. Aliás, as estimativas mostram que, nos casos mais graves, 20% dos doentes que sofrem uma fratura no colo do fémur morrem no período de seis meses após o incidente, 40% perdem autonomia na sua mobilidade e 33% acabam por recorrer a lares ou outro tipo de dependência de terceiros.
Caracterizada pela diminuição da densidade óssea e deterioração estrutural do tecido ósseo, esta doença “silenciosa” conduz a uma maior fragilidade óssea e a um aumento da suscetibilidade a fraturas, especialmente na anca, coluna e pulso. As atividades de sensibilização a realizar no âmbito do Dia Mundial da Osteoporose vão decorrer ao longo da próxima semana em hospitais, centros de saúde e locais públicos, como estações de metro e de comboio, nas cidades de Lisboa, Porto e Coimbra.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile