CIN

Cerca de 30 atletas morrem anualmente por problemas cardíacos

Cerca de 30 atletas morrem anualmente por problemas cardíacos

«As estatísticas mostram que a principal causa de morte em atletas com menos de 35 anos é por doenças genéticas ou infecciosas no coração», afirma o cardiologista. Ghorayeb, que possui registo de cerca de 10 mil atletas brasileiros, constatou que 8,2% dos menores de 35 anos possuem algum tipo de problema no coração. «Cerca de um terço deste grupo teve que parar as atividades físicas», conta o médico do HCor (Hospital do Coração) de São Paulo. Nesta faixa etária, estão incluídos Renato, 33, e o congolês Muamba, que está prestes a completar 23 anos. Especula-se que o jogador do Bolton tenha sido vítima de uma cardiomiopatia hipertrófica, uma doença genética que faz com que as paredes do coração engrossem. Essa patologia, que vitimou o jogador do São Caetano Serginho em 2005, é uma das principais responsáveis pela morte súbita de atletas. Normalmente, não é detetada em exames simples, pois é confundida com o «coração de atleta», um aumento do órgão considerado normal. Ainda há outra causa menos comum para a morte de atletas jovens, mas não desprezível. Ghorayeb alerta para uma pesquisa divulgada pelo COI (Comité Olímpico Internacional). O estudo revelou que cerca de 10% das mortes súbitas em atletas menores de 35 anos ocorreu em função de um enfarte no miocárdio. «Isso surpreende. Esperava-se uma incidência menor», comenta o médico. Após os 35 anos, os atletas ficam muito mais vulneráveis a enfartes. De acordo com o cardiologista, cerca de 90% das mortes súbitas em desportistas dessa faixa de idade é devido a enfartes. Bovolenta morreu em campo, no sábado, aos 37 anos durante um jogo da segunda divisão do Italiano. O corpo do atleta, que integrou a seleção italiana e recebeu a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Atlanta 1996, será submetido a uma autópsia hoje. Ghorayeb aponta duas causas prováveis para a morte do jogador de vólei: enfarte ou displasia arritmogénica do ventrículo direito. Segundo o médico, esta última patologia é a principal causa de morte em atletas nascidos em Vêneto, no norte de Itália. Bovolenta nasceu em Porto Viro, que se situa justamente nessa região.
PUB
www.pingodoce.pt/produtos/take-away/encomendas/menu-seleccao-do-chef/?utm_campaign=menuchef&utm_content=301020-novomenu&utm_medium=banner&utm_source=vivaporto&utm_term=banner

Viva! no Instagram. Siga-nos.