Philips

Centro Materno Infantil de Gaia e Espinho vai ter 82 camas

Centro Materno Infantil de Gaia e Espinho vai ter 82 camas

O futuro Centro Materno Infantil de Gaia e Espinho vai ter nove salas de parto individuais e capacidade para 82 camas e 16 incubadoras.

A informação foi avançada pela unidade hospitalar, num comunicado onde indica ainda que a unidade terá serviço de urgência de obstétrica e ginecológica, bloco de partos equipado com nove salas de parto individuais, bloco operatório, uma unidade de neonatologia e cuidados intensivos neonatais equipada com 14 boxes e dois quartos de isolamento. Além disso, terá ainda uma zona de internamento de ginecologia e obstetrícia.

Em causa, recorde-se, está a passagem de valências da Unidade II, conhecida como antigo Hospital Distrital Vila Nova de Gaia, para a unidade I, no Monte da Virgem, conhecida como Hospital Eduardo Santos Silva.

A intervenção, que integra a fase C de requalificação do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNG/E), representa um investimento total de 14,6 milhões de euros, dos quais 11,6 milhões foram gastos na construção da infraestrutura, 2,4 na aquisição de equipamentos e 528 mil em tecnologias da informação.

Esta fase foi financiada, em 75%, pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER – Norte 2020).

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=carne&utm_campaign=sabordomes