PUB
CIN - Branco Perfeito

Casa dos Linhos

Casa dos Linhos

Ser do Porto é saber que em cada recanto há uma história bonita para contar. Umas mais longas do que outras, diga-se de passagem. Pelo menos, é esse o caso da Casa dos Linhos, estabelecimento comercial de venda a retalho, que se encontra aberto há mais de 160 anos, desde 1860.

De facto, e tal como não poderia deixar de ser, de 1860 até 2023 muita coisa muda, no entanto há, pelo menos, algo que permanece: a excelência da Casa dos Linhos na área em que opera. De acordo com a responsável pelo negócio, da sua génese à atualidade, a loja “foi sempre uma casa com muito nome e de referência, que teve sempre um ambiente muito acolhedor e um espaço com muita arte”.

Assim se descreve a Casa dos Linhos, no entanto, diz-se que para conhecermos aquilo que nos rodeia, nada melhor do que saber um bocadinho da sua história. Afinal de contas, o que continua a fazer desta loja um espaço emblemático é, também, a sua resistência ao tempo, sem nunca perder de vista as necessidades do cliente atual.

O espaço foi aberto há mais de um século e meio em frente ao Mercado do Bolhão, sendo que, de acordo com a responsável, “baseia-se na cultura e tradição portuguesas de trabalhar manualmente os linhos, os lençóis, toalhas e outros têxteis”, destacando, ainda, a mão de obra feminina que, ao longo dos séculos, teve a capacidade de ir criando “verdadeiras obras de arte”. 

Na Casa dos Linhos, que, hoje em dia, é uma das lojas mais antigas da cidade Invicta, encontram-se expostos bordados, rendas, linhos (e não só) das mais variadas regiões portuguesas. Desde o Minho, até ao sul do país, sem nunca esquecer a Madeira e os Açores, trata-se de uma casa portuguesa, com certeza, que tem sido ponto de origem de “milhares de enxovais para o aconchego de lares e lares do nosso país”, tal como refere a responsável.

No entanto, seria redutor dizer que a Casa dos Linhos trabalha, apenas, numa lógica de consumo interno. Na verdade, e numa altura em que o Porto é, cada vez mais, uma cidade de turismo, o espaço tem vindo a adquirir uma forte dimensão internacional, vendendo artigos para o estrangeiro, “nomeadamente aos turistas que visitam todas as semanas a cidade do Porto”.

Na loja situada em frente ao Mercado do Bolhão, todos são bem-vindos. No entanto, a gerência constata que há uma grande influência familiar na procura da loja, atendendo ao facto de que, por várias vezes, o cliente “vem de geração em geração”, a somar à procura efetuada por turistas e por outros clientes habituais. Essa influência familiar é, também, sintomática do cariz da loja, que, curiosamente, se vai perpetuando na família Pereira dos Santos, de geração em geração. 

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Por vezes, na origem do nome de determinada loja, há um grande significado por trás, de difícil compreensão ao público. Neste caso em particular, não houve grande ciência. O nome pretendia-se fácil de associar à área em questão e o objetivo foi cumprido. Na medida em que, entre outras matérias primas, os linhos são uma das principais especialidades da loja, foi apenas juntar a família, através do conceito de “casa”, aos “linhos”. Feitas as contas, noves fora, o nome ainda perdura: “Casa dos Linhos”.

De acordo com a responsável, ainda que o ponto forte sejam os linhos, todos os produtos têm saída. Linhas, linhos, lãs de Arraiolos, lãs para tricot, revistas, bordados feitos à mão, tecidos. Enfim, a lista continuava, na medida em que a variedade é palavra de ordem, neste histórico espaço. 

Ao todo, são 163 anos de história, em que a “qualidade nos artigos que se encontram na loja” continua a ser o fator distintivo da Casa dos Linhos, que vai perdurando ao longo do tempo. São dezenas e dezenas de anos a servir um cliente que, quando sai da loja, sai sempre mais contente do que quando entrou, o que faz com que os elogios se vão multiplicando ao longo dos anos, de forma sucessiva. Segundo a responsável, é frequente que os clientes realçem que a Casa dos Linhos “é uma loja muito bonita e um espaço muito acolhedor e inspirador”, para quem lá entra.

Em jeito de balanço que se encontra muito longe de ser final, na medida em que a Casa dos Linhos continua de pedra e cal no panorama comercial do Porto, as perspetivas, de acordo com a responsável, “são boas”, sendo que “quanto ao futuro, o espaço é muito procurado por várias faixas etárias e, assim, para o futuro, vemos um futuro promissor e com sucesso”.

Para a gerente, é considerado, ainda, que o facto de a loja se encontrar no programa “Porto de Tradição”, da Câmara Municipal do Porto, faz com que este se encontre abrangido pelos apoios, quer ao nível de divulgação do local, mas também em termos de proteção e apoio aos lojistas.

Posto isto, o convite fica feito: visite a Casa dos Linhos e experiencie o melhor que a tradição portuense tem para lhe dar.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
PD- Literarura Infantil