PUB
Recheio 2024 Institucional

Casa do Infante vai inaugurar exposição gratuita sobre o 25 de abril

Casa do Infante vai inaugurar exposição gratuita sobre o 25 de abril

Este sábado, dia 20 de abril, vai ser inaugurada uma exposição na Casa do Infante. Esta é levada a cabo pelo Museu e Bibliotecas do Porto e pretende celebrar os 50 anos do 25 de abril, que se assinalam este ano.

A exposição chama-se “Participação, Já!” e conta com a curadoria de Jorge Sobrado e Rita Roque. De acordo com a Câmara do Porto, recuperam-se vários documentos políticos, entre 1974 e 1977, que explicam a mudança política e democrática que aconteceu em Portugal.

Assim, o público portuense pode compreender o que mudou em temas estruturais da sociedade. Desde a habituação, à saúde, à educação, é possível entender a diferença do antes para o agora. 

Sobre o assunto, os curadores explicam o motivo pelo qual a exposição nasceu. Citados pela mesma fonte de informação, estes referem que “Participação, Já!” tem amostras nunca antes vistas.

“Nascida de um impulso de descoberta (e salvaguarda urgente) de um espólio de publicações políticas, propriedade da Biblioteca Pública Municipal do Porto, nunca mostrado ao público, esta exposição alimentou-se da força de um espanto: o espanto de uma efervescente participação social na vida política do País, saída da Revolução do 25 de Abril de 1974, sem precedentes na nossa História” (via Câmara do Porto).

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Ainda sobre a exposição, os curadores deixam algumas notas adicionais acerca da mística inerente à mesma. “Persiste uma força humana absoluta nestes objetos, nos seus diferentes formatos, composições, tipografias e precários modos de impressão”.

Posto isto, o que poderá encontrar, na prática? Na verdade, o que não falta são exemplos. Entre os quais: revistas de movimentos e partidos políticos, boletins informativos e de propaganda de sindicatos e associações de trabalhadores ou moradores, cadernos programáticos de políticas públicas, panfletos ou folhas volantes. 

Associado às imagens, também há espaço para o som assumir um papel de destaque. De acordo com a Câmara do Porto, há uma paisagem sonora inédita, que promete tornar a exposição ainda mais impactante.

A exposição vai ficar na Casa do Infante até ao dia 1 de setembro. A entrada não tem qualquer custo associado.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz