PUB
CMPorto

Casa de família de Siza Vieira é Residência Artística

Casa de família de Siza Vieira é Residência Artística

A casa de família do arquiteto Álvaro Siza Vieira, situada na Rua Roberto Ivens, em Matosinhos, é, agora, uma Residência Artística, disponível para “acolher investigadores, curadores e arquitetos”.

O espaço, requalificado pela Câmara Municipal de Matosinhos, num trabalho orçado em 300 mil euros, acompanhado, na íntegra, por Siza Vieira, vai ser gerido pela Casa da Arquitectura – Centro Português de Arquitectura e começará a receber os primeiros artistas já no próximo mês de abril, anunciou Nuno Sampaio, diretor executivo do equipamento.

Segundo adiantou a autarquia, a casa, construída em meados do século XIX, vai funcionar como um polo dinamizador do estudo e investigação em torno da arquitetura contemporânea e dos acervos que se encontram ao cuidado do arquivo da instituição.

A habitação é composta por três pisos. No rés-do-chão, existe uma casa de banho e compartimentos semelhantes a escritórios, enquanto no primeiro e segundo pisos estão, respetivamente, instalados a cozinha e duas salas amplas e os quatro quartos e duas casas de banho.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Para Luísa Salgueiro, a cerimónia de entrega do edifício à Casa da Arquitectura, enquanto Residência Artística, representa um momento ímpar e repleto de emoção. “Matosinhos é hoje o município onde se respira arquitetura e isso deve-se ao facto de sermos a terra de Álvaro Siza”, sublinhou.

Depois das obras de remodelação, seguem-se os trabalhos de decoração, que deverão acontecer entre março e abril. No dia 8 desse mês, a casa de família de Siza Vieira recebe o arquiteto João Luís Carrilho da Graça, que inaugura uma nova exposição na Casa da Arquitectura nesse mesmo dia.

“A palavra que hoje se impõe, ao senhor arquiteto e à família, é de agradecimento. Muito obrigada por terem permitido que a Câmara de Matosinhos tenha entrado na posse desta casa, que a tenha recuperado com a sua ajuda, o que nos permite agora devolvê-la ao país e ao mundo”, concluiu a presidente da autarquia.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz