Santander Escolhas 2

Câmara do Porto quer reforçar apoio financeiro às escolas do município

Câmara do Porto quer reforçar apoio financeiro às escolas do município

A Câmara Municipal do Porto pretende reforçar o apoio financeiro atribuído aos agrupamentos de escolas públicas da cidade, no valor de 97 mil euros, para fazer face ao contexto de pandemia de covid-19 no arranque deste ano letivo, foi na quinta-feira anunciado. 

Numa nota publicada na sua página oficial, o município explica que a proposta, que será analisada na reunião de Câmara da próxima segunda-feira, dia 7 de setembro, refere ser “imperioso alavancar a colaboração e o apoio às escolas do município e reforçar o valor da comparticipação financeira”, tendo em conta a situação pandemia que o país e o mundo atravessam e os “vários cenários possíveis da sua evolução ao longo do próximo ano”. 

Na mesma publicação, a autarquia recorda a verba atribuída, no início de 2020, no valor de 185.895,64 euros, na altura com a “finalidade de promover e apoiar programas e projetos inovadores em termos de conteúdos e metodologias educativas”. 

Com este reforço, o apoio da Câmara Municipal do Porto às escolas da cidade deverá ascender a cerca de 293 mil euros. 

De referir que na reunião do executivo de segunda-feira, o município votará ainda o apoio, no valor de 38 mil euros à E-Computação — Associação para o Ensino da Computação (ENSICO), na realização de uma das componentes da Fase II da incorporação do ensino da computação em três escolas do Porto. 

“Esta comparticipação terá agora continuidade nas escolas Garcia da Orta, Cerco do Porto e o Colégio Nossa Senhora de Lourdes, entre setembro e julho de 2021, abrangendo seis turmas dos 2.º e 3.º ciclo, num total de 150 alunos e 240 tempos letivos de computação”, conclui a autarquia. 

PUB
 www.pingodoce.pt/responsabilidade/bairro-feliz/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=votacao&utm_campaign=bairrofeliz