PUB
Sogrape - Mateus Rosé

Câmara do Porto quer isenção de IMI para prédios em zona classificada

Câmara do Porto quer isenção de IMI para prédios em zona classificada
Autarquia recorda que o anterior executivo comunicou às Finanças a identificação de todos os prédios urbanos, situados em 128 ruas da cidade, incluídos no centro histórico, que beneficiam de isenção de IMI.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A Câmara Municipal do Porto defendeu esta quinta-feira isenção de IMI para todos os prédios situados na zona classificada como Património da Humanidade, alertando que, no mês de julho, as Finanças receberam da autarquia a identificação dos imóveis abrangidos. Os proprietários dos prédios urbanos situados no centro histórico do Porto foram notificados, em novembro, pelas Finanças para proceder ao pagamento do IMI dos seus imóveis, que até então estavam isentos por se situarem em zona classificada pela Unesco. Em declarações à Lusa, fonte da autarquia referiu que, em julho, o anterior executivo comunicou às Finanças a identificação de todos os prédios urbanos, situados em 128 ruas da cidade, incluídos no centro histórico, que beneficiam de isenção de IMI, conforme um parecer da Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU) Porto Vivo. Desta forma, o atual executivo, liderado pelo independente Rui Moreira, esclareceu que a sua opinião é semelhante à do anterior: “deve haver isenção de IMI” para estes prédios urbanos.

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem