Sabor do Mês setembro (peixaria) - PD

Câmara do Porto aprova contas de 2021

Câmara do Porto aprova contas de 2021

A Câmara Municipal do Porto aprovou, na última reunião do executivo, o Relatório de Prestação de Contas de 2021, que registou um “investimento municipal de 81 milhões de euros e um saldo de gerência a transitar para o orçamento deste ano de 94,3 milhões de euros”. O documento foi aprovado com as abstenções do PS, PSD, CDU e BE.

“O montante investido representa 30% da despesa total do município, que aumentou em 2021 cerca de 41,5 milhões de euros, e foi canalizada de forma notória para os investimentos feitos na melhoria da mobilidade e infraestruturas, no Mercado do Bolhão, nas escolas e na reabilitação de bairros de rendas apoiadas”, lê-se na página oficial da autarquia.

Além disso, prossegue, a “Coesão e Ação Social”, a “Economia e Desenvolvimento Social” e a “Cultura”, considerados os “três pilares estratégicos”, representaram 23,2% da execução do orçamento, o que perfaz um aumento de 11,1 milhões de euros comparativamente com o último ano. Destes, destaca-se o programa “Parque Habitacional Social”, que executou 17,8 milhões de euros, seguido da “Economia e Desenvolvimento Social”, com 16,4 milhões de euros, e da “Cultura”, com 15,7 milhões de euros.

“O Porto personificou o caráter das cidades que não se deixam abater, que demonstram capacidade de encarar de frente a crise em termos socioeconómicos, sanitários, garantindo a vida cultural e mantendo uma sustentabilidade financeira que não hipoteca o futuro”, afirmou Rui Moreira, a propósito das contas do município, num ano ainda marcado pela situação pandémica em Portugal.

O documento, apresentado pelo diretor de Finanças e Património, Pedro Santos, destaca também o “aumento das receitas fiscais em 15,8 milhões de euros”, o que, de acordo com o município, assume “o peso mais significativo nas contas correntes.

Já no que respeita à taxa de execução do orçamento, o município teve, no ano passado, uma “receita cobrada de cerca de 106% e uma despesa paga perto dos 80%”, enquanto no “campo da dívida líquida o valor é negativo: 115 milhões de euros”.

“O saldo de gerência que transita para 2022 é o resultado da soma de 90,3 milhões de euros de saldo de operações orçamentais e de 3,9 milhões de saldo de operações de tesouraria”, completa a nota divulgada pela Câmara do Porto.

PUB
 www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=092022-bifedeatum&utm_campaign=sabordomes