PUB
PD- Revista Sabe bem

Câmara de Gaia reforça oferta de manuais escolares

Câmara de Gaia reforça oferta de manuais escolares

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
“A ideia é atribuir manuais de forma igual para todos. Num futuro, quando a situação socioeconómica melhorar, podemos discutir se há ou não razão para atribuir os manuais em função dos rendimentos do agregado familiar”, referiu Eduardo Vítor Rodrigues.

A autarquia de Vila Nova de Gaia vai aumentar a oferta de manuais escolares a alunos do 1.º ciclo no ensino cooperativo e oferecer os livros de Português e de Matemática aos estudantes do 2.º ciclo no próximo ano letivo. Segundo explicou, esta segunda-feira, o presidente da câmara local, Eduardo Vítor Rodrigues, “existia uma grande desigualdade entre as crianças que recebem os manuais escolares e as que não recebem”. Desta forma – prosseguiu – “a ideia é atribuir manuais de forma igual para todos”. “Num futuro, quando a situação socioeconómica melhorar, podemos discutir se há ou não razão para atribuir os manuais em função dos rendimentos do agregado familiar”, acrescentou. Até ao momento, o município apenas oferecia manuais aos alunos do 1.º ciclo do ensino público, pretendendo, agora, estender a medida ao ensino cooperativo, ou seja, a instituições, nomeadamente Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), que tenham protocolo com o Ministério da Educação. Depois, aos estudantes do 2.º ciclo do concelho serão dados os livros de Português e Matemática.
“Ainda não temos [Câmara de Gaia] uma condição financeira que permita uma atribuição geral. Assim, valorizamos [no 2.º Ciclo] os dois livros que normalmente são mais caros e são as 2 disciplinas [Português e Matemática] em que os alunos fazem os exames nacionais. É uma forma de ajudar as famílias nesta altura difícil do país e do concelho”, sustentou o autarca socialista.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz