PUB
Philips S9000

Câmara de Gaia quer apoiar reconstrução da Conforama

Câmara de Gaia quer apoiar reconstrução da Conforama

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
O presidente da autarquia gaiense vai propor, já na próxima reunião do executivo camarário, a isenção total de qualquer tipo de licenciamento num projeto de reconstrução da Conforama. A diretora ibérica de marketing da cadeia de mobiliário já garantiu, entretanto, que os 40 postos de trabalho da loja de Gaia não serão dispensados.

Eduardo Vítor Rodrigues assegurou esta quarta-feira que a Câmara Municipal de Gaia está disponível para apoiar a reconstrução da Conforama, cujas instalações, situadas na freguesia de Canidelo, ficaram destruídas na sequência de um violento incêndio. Numa carta enviada à administração da loja de mobiliário, o presidente da autarquia gaiense mostrou-se preocupado com a destruição do estabelecimento, que considera “uma loja de referência no concelho”, e com “os postos de trabalho que podem ter ficado em causa na sequência deste incêndio”. Assim sendo, o socialista informou que vai propor, já na próxima reunião do executivo camarário, a isenção total de qualquer tipo de licenciamento num projeto de reconstrução da Conforama. Além disso, prometeu ainda colocar à disposição da empresa todos os meios necessários à reedificação da loja e do armazém.
A diretora ibérica de marketing da Conforama, Susana António, já garantiu, entretanto, que a “prioridade” da cadeia de mobiliário é reabrir a loja de Vila Nova de Gaia. “Queremos reabrir a loja o mais breve possível, é a nossa intenção no dia de hoje”, referiu, em declarações à Lusa, acrescentando que não haverá dispensa de trabalhadores. “Valorizamos o nosso compromisso para com a região do Porto. Já a partir de amanhã começamos a trabalhar para que no mais curto espaço de tempo possamos reabrir a nossa loja. Está fora de questão qualquer outra possibilidade”, garantiu. A responsável aproveitou também para sossegar os clientes que haviam efetuado encomendas na loja de gaia. “Queremos tranquilizar os nossos clientes de que nada está posto em causa porque os nossos serviços são centrais e, portanto, nenhuma informação foi perdida. Nos prazos previstos vão receber a sua mercadoria, vamos entrar em contacto com todos os clientes com encomendas”, realçou.

PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce