CIN - VinylMatt

Calculadora Ecológica chega a Gaia

Calculadora Ecológica chega a Gaia

“Quantas vezes consumimos diferentes tipos de carne ou quantas vezes comemos peixe?”, “como nos movemos no dia a dia?” ou “qual o tamanho ou o tipo de energia da nossa habitação?” são algumas das questões colocadas pela Calculadora Ecológica de Vila Nova de Gaia e que permite depois determinar “quantos planetas seriam precisos” se toda a população mundial tivesse comportamentos semelhantes.

O projeto foi apresentado quinta-feira e faz parte de uma parceria entre vários municípios, a ZERO – Associação Sistema Terrestre Saudável, a Global Footprint Network e a Universidade de Aveiro.

“Se adotássemos o consumo médio de um habitante de Vila Nova de Gaia para toda a população mundial, em geral, precisaríamos de 2,3 planetas terra, número muito próximo da média portuguesa. O que significa dizer que cada residente consumiu durante um ano 3,92 hectares globais e tinha ao seu dispor no seu município 0,17 hectares globais por pessoa”, disse, à agência Lusa, citada pelo Sapo 24, Sara Moreno Pires do Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território da Universidade de Aveiro.

A responsável considera que é “fundamental encontrar mecanismos políticos que valorizem e protejam o capital natural”.

“Temos de atuar no lado da pressão e na minimização da pegada ecológica. Daí esta aposta na divulgação das calculadoras da pegada ecológica. Há uma diferença gigantesca entre o que queremos contribuir para a diminuição da pegada ecológica e depois calcularmos essa pressão. A calculadora tem-se revelado um instrumento poderoso no alerta e confronto real com o nosso impacto”, explicou. A Calculadora Ecológica de Gaia está disponível no ‘site’ da autarquia, à semelhança do que acontece com os restantes concelhos que aderiram como Castelo Branco, Almada, Bragança, Guimarães e Lagoa.

A calculadora sugere 14 perguntas gerais e 16 perguntas específicas aos utilizadores, como “quantas vezes consumimos diferentes tipos de carne ou quantas vezes comemos peixe”,“como nos movemos no dia a dia?” ou “qual o tamanho ou o tipo de energia da nossa habitação?”.

A ferramenta virtual apresenta depois o número de planetas terra que seriam precisos se toda a população mundial tivesse comportamentos semelhantes.

Segundo Sara Moreno Pires, dados recentes levaram à conclusão de que o “dia de sobrecarga da terra” no concelho de Vila Nova de Gaia é 3 de junho, ou seja, a partir de 03 de junho os gaienses estão a entrar em crédito com a natureza e a pedir emprestado os recursos dos próximos anos.

Esta ferramenta avalia aspetos como alimentação, mobilidade ou habitação, dando indicadores que permitem perceber os impactos, e sugerindo a alteração de alguns comportamentos.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/diga-ola-ao-verao-com-a-sabe-bem/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=sabebem&utm_campaign=sabebem