PUB
CMPorto

Calçado português chegou a mais 18 países nos últimos três anos

Calçado português chegou a mais 18 países nos últimos três anos

A indústria portuguesa de calçado alargou as exportações a mais 18 países nos últimos três anos, entre os quais a Costa Rica, Iémen, Síria, Vietname e Tanzânia, vendendo, atualmente, para 150 destinos nos cinco continentes.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

De acordo com a edição de abril da Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS), como resultado desta diversificação, as exportações para fora da União Europeia mais do que duplicaram nos últimos quatro anos, com o peso das vendas para a China, EUA, Japão e Rússia a responderem, agora, por 13% do total exportado, contra apenas 8% em 2008. Em termos globais, as exportações portuguesas de calçado aumentaram mais de 40% em valor desde 2009, para os mais de 1.700 milhões de euros de 2013, enquanto em volume subiram de 63 para 74 milhões de pares. Ao longo desse período, adianta a APICCAPS, destacou-se um crescimento registado “praticamente em todos os importantes mercados”, com as vendas para a União Europeia a aumentarem 31% para 1.513 milhões de euros, destacando-se os desempenhos de França (mais 19% para 428 milhões de euros), Alemanha (mais 38% para 318 milhões de euros) e Holanda (mais 41% para 234 milhões de euros). No mercado britânico, por sua vez, as vendas de calçado português aumentaram 14%, e em Espanha 43%, para 164 milhões de euros. A associação fala ainda de um “excelente desempenho” para fora da Europa, traduzido num crescimento de 160% das vendas. Aqui, o destaque vai para a Rússia (mais 491% para 49 milhões de euros), EUA (mais 237% para 27 milhões de euros), Angola (mais 107% para 26 milhões), Canadá (mais 237% para 18 milhões) e Japão (mais 126% para 15 milhões).

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem