CIN VinylMatt

Bombeiros criticam cortes de financiamento na “prevenção, segurança e socorro”

Em declarações à Lusa, o presidente da direção da Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto, José Miranda, afirmou que “a Câmara de Matosinhos prevê o corte de toda a comparticipação financeira à prevenção, segurança e socorro”. De acordo com a entidade, Matosinhos “é a autarquia do Norte do país segundo a Diretiva Seveso II com o maior grau de perigosidade”, devido às instalações de armazenamento de combustíveis, como a Refinaria da Petrogal e dezenas de quilómetros de pipelines e ao Porto de Leixões, com um tráfego de mercadorias de milhões de toneladas por ano.
Além disso, a federação aponta ainda a existência de superfícies comerciais que atraem centenas de milhar de pessoas ao concelho. “Estas são algumas das razões que nos preocupam e que vamos querer tratar com a Câmara Municipal”, declarou a entidade.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/sabe-bem-poupar-todos-os-dias/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=27012023-edicao71utm_campaign=sabebem