PUB
Philips S9000

Bolo-Rei com Chila

Bolo-Rei com Chila
Doce tradição minhota à mesa de natal

Nasceu em 1991, na cidade berço de Portugal, fruto de um cuidadoso processo artesanal de fabrico, e é considerado uma das “estrelas” da mesa de natal de muitos portugueses. Aqueles que já o conhecem “de longa data”, optam, muitas vezes, por oferecê-lo aos amigos, talvez pela combinação de ingredientes que lhe confere “um aspeto rústico e um sabor memorável”. O Bolo-Rei com Chila, produzido pela Pastelaria Nova Camir, em Guimarães, tem vindo a seduzir um número crescente de apreciadores, tendo conquistado, em 2012, o estatuto de marca nacional. Nesta época festiva, o fabrico artesanal do doce minhoto repete-se, diariamente, “como manda a tradição”, para que o bolo possa ser encontrado em diferentes locais da cidade vimaranense e em lojas espalhadas pelo país.

“Tal como o próprio nome indica, este produto provém do tradicional Bolo-Rei de Natal, sendo que é harmoniosamente combinado com a Chila, doce muito popular em Guimarães e bastante utilizado noutras receitas como é o caso das famosas Tortas de Guimarães”, esclareceu Luís Cunha, responsável da Nova Camir. Levar a tradição natalícia às mesas das famílias portuguesas e “alimentar muitas mais histórias” de natal são, assim, os maiores objetivos dos mestres pasteleiros, que continuam a cumprir “à risca” o processo de confeção deste bolo “especial”. Nozes, amêndoas, pinhões e outros frutos secos e cristalizados são alguns dos trunfos que prometem fazer as delícias de miúdos e graúdos, quando combinados com o doce toque da chila. “A produção deste Bolo-Rei envolve uma enorme variedade de frutos secos e cristalizados, tornando-o diferente de qualquer outro já experimentado. Quem prova este produto diferenciadamente bem recheado com pinhões, nozes, amêndoas, entre outros, destaca a harmoniosa combinação de todos estes ingredientes com a chila, que lhe atribuí um doce e requintado sabor”, descreveu.

bolo_rei_1O segredo de um bolo 100% português

A articulação perfeita entre a tradição do processo de fabrico e a “frescura da genuína matéria prima utilizada” é, segundo Luís Cunha, uma das características mais marcantes do doce minhoto. “Desde o início da produção do Bolo-Rei com Chila que trabalhamos com fiéis fornecedores de longa data, geralmente pequenos produtores, reconhecidos por serem os melhores nos produtos que produzem ou comercializam. Assim é garantida a qualidade da matéria prima utilizada”, sublinhou.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Aliás, na época de natal, a pastelaria fabricante e proprietária do bolo recebe a visita de muitas pessoas interessadas, especificamente, no “rei” da doçaria, que motiva “grande parte das vendas”. Comercializado pelo valor de 12 euros/kg, o Bolo-Rei com Chila não pode ser produzido em larga escala, desafiando os pasteleiros a tentarem, “incansavelmente, superar as expectativas dos clientes e fazer com que todos possam saborear este produto na noite da Consoada”. E, na verdade, “muitos são os que não prescindem” do seu sabor tradicional. Encarado como “a grande atração de natal”, o bolo continua bem presente nos serões de família, apesar das contenções orçamentais. “Sentimos que muitas famílias tendem a tomar a opção de comprar um Bolo-Rei mais pequeno e consequentemente mais económico”, notou Luís Cunha, assegurando, contudo, que um dos aspetos mais relevantes é o facto de já fazer parte das rotinas festivas da época.

A procura chega de diferentes locais, nomeadamente das cidades de Braga, Porto e Chaves. O produto foi tão bem recebido pelos cidadãos que acabou por conquistar pao_de_loo estatuto de marca nacional. “Foi uma consequência natural.  Desde o início da produção que temos vindo a conquistar apreciadores em todo o norte do país. Todos os anos, a pastelaria Nova Camir é visitada, nesta altura, por clientes vindos do Porto, Braga, Chaves, entre outras cidades, com o propósito especial de comprar o Bolo-Rei com Chila para que possam partilhar com a família ou oferecer a amigos”, referiu o responsável. Garantir a qualidade do produto, assegurar a consistência do seu sabor e a experiência de consumo em todos os pontos do país foram, segundo acrescentou, as grandes prioridades estabelecidas pela marca. “Neste momento, temos um rede de parceiros, maioritariamente constituída por lojas gourmet, que comercializam o nosso produto fabricado diariamente”, referiu.

Mas nem só de Bolo-Rei vive o natal. O Pão-de-Ló Artesanal, “facilmente reconhecido por ser leve e fofo”, é outra atração natalícia da Nova Camir. Além disso, o espaço comercializa também um Queijo da Serra “bastante apreciado” que, não sendo produzido pela pastelaria, “é fornecido por pequenos produtores de alta confiança”. Sugestões que prometem fazer as delícias das famílias numa época muitas vezes descrita como a mais especial do ano.

Texto: Mariana Albuquerque  |   Fotos: Nova Camir

PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce