PUB
CMPorto

Bolas de Berlim do Norte

Bolas de Berlim do Norte

Repor os níveis de açúcar à boa moda nortenha

Trabalhou 23 anos na indústria farmacêutica, mas, atualmente, a sua função é outra: a de adoçar o verão (ou o inverno!) aos nortenhos. Cidália Pinto é o rosto das Bolas de Berlim do Norte, marca criada propositadamente para fazer a delícia dos gulosos, na praia, em casa , no escritório ou em qualquer outro local. Após ter ficado desempregada, em 2012, na sequência do encerramento do laboratório onde trabalhava, esta “mulher do norte”, como se apresenta, decidiu não cruzar os braços e partir à descoberta do seu próprio negócio. “Pensava todos os dias: ‘e agora, o que fazer?’”, contou, revelando que, “de repente”, lhe ocorreu que nas praias de Gaia não havia venda ambulante de bolas de berlim. E ficou, assim, resolvida esta lacuna.

As Bolas de Berlim do Norte sem creme (as únicas cuja venda é permitida por lei nas praias portuguesas) já estão presentes nos 15 km de costa de mar entre Espinho e Lavadores pelo segundo ano consecutivo e ainda não pararam de conquistar admiradores. Mas na confeitaria Doce Alto (responsável pelo fabrico destes pequenos pecados) também se preparam bolinhas com creme, que podem ser apreciadas em qualquer parte. Tal como explicou Cidália, a venda nas praias decorre durante a época balnear, sem paragens. Por sua vez, a entrega ao domicílio, em empresas ou noutros espaços está disponível ao longo de todo o ano, não vá o desejo aparecer numa chuvosa tarde de inverno.

bolas_berlim3Ainda que o projeto tenha sido pensado para as praias do Grande Porto, a verdade é que as Bolas de Berlim do Norte, que custam um euro, já chegam a outras paragens. “As entregas dependem sempre das quantidades”, realçou a empresária, acrescentando que Felgueiras, Lousada, Trofa, Paços de Ferreira e Aveiro também já se renderam a esta doçura. “Até onde podem ir? A todo lado!”, frisou.

Receita reajustada cria sabor “único”

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

E, segundo Cidália, quem experimenta não quer mesmo outra coisa. “É, sem dúvida, a melhor bola de berlim do norte e arredores”, assegurou, sublinhando que, entre as características mais destacadas pelos fãs deste docinho estão a textura extremamente fofa e o creme “sedoso”. Isto aliado ao facto de serem sempre entregues “acabadinhas de fazer”. Num só dia, a empresária já chegou a vender quase duas mil bolas. As preferidas dos clientes são as de creme, mas muitos são aqueles que já se deixaram conquistar pelas simples, “precisamente porque continuam a ser muito fofas, diferentes de quaisquer outras existentes no mercado”. A receita, essa, foi reajustada pelo pasteleiro que as confeciona, de forma a criar uma bola de berlim “única”.

bolas_berlim4Delícias comunicadas aos amigos

O feedback do público “tem sido o melhor possível” e, de acordo com a empresária, revela-se “ainda mais forte quando as pessoas já tiveram oportunidade de provar produtos da concorrência”. Uma grande parte dos clientes conheceu as Bolas de Berlim do Norte nas praias, no verão passado, quando o projeto foi lançado. Depois, esta ‘febre doce’ foi-se espalhando entre amigos e conhecidos e estavam lançadas as bases para a afirmação de uma marca que não se esgota numa só estação, espalhando ‘bigodes de açúcar’ a qualquer altura.

Com os objetivos de futuro plenamente definidos, Cidália Pinto prefere não revelar as surpresas que está a preparar, garantindo, contudo, que manter a qualidade e chegar a cada vez mais pessoas são as linhas orientadoras do projeto, que partilha com o marido. Para a impulsionadora da marca, o mais surpreendente foi mesmo o volume de vendas registado em tão pouco tempo e o sorriso que as bolas continuam a conquistar, a cada dentada.

Texto: Mariana Albuquerque    |    Fotos: Bolas de Berlim do Norte
Informações e encomendas:
facebook.com/bolasdeberlimdonorte

93 446 02 34

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz