PUB
Santander Saúde

“Bola de Ouro para Ronaldo seria justíssima”, defendeu Emídio Guerreiro

“Bola de Ouro para Ronaldo seria justíssima”, defendeu Emídio Guerreiro

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
“Acho que está num pico de forma notável, que espero que mantenha ou até aumente até ao Mundial. Mas, olhando para a fotografia do momento, ele é o melhor jogador do Mundo, independentemente de haver um conjunto de jogadores do mesmo nível, que num outro momento possam estar acima ou abaixo”, afirmou o secretário de Estado do Desporto e Juventude, referindo-se a Cristiano Ronaldo.

O secretário de Estado do Desporto e Juventude, Emídio Guerreiro, defendeu que a atribuição da Bola de Ouro de 2013 ao futebolista português Cristiano Ronaldo seria “justíssima”. “Mais do que aquilo que eu espero, prefiro dizer o que gostaria que acontecesse, que era, depois de uma época extraordinária, que o Cristiano Ronaldo fosse o jogador do ano, porque acho que era justíssimo”, sublinhou.
À conversa com a Lusa, o responsável realçou a importância do “capitão” da seleção portuguesa na qualificação para o Mundial2014, sustentando que o avançado do Real Madrid “cilindra os próprios recordes, a cada ano que passa”. “Acho que está num pico de forma notável, que espero que mantenha ou até aumente até ao Mundial. Mas, olhando para a fotografia do momento, ele é o melhor jogador do Mundo, independentemente de haver um conjunto de jogadores do mesmo nível, que num outro momento possam estar acima ou abaixo”, mencionou. Em relação ao desempenho da seleção portuguesa no Campeonato do Mundo de 2014, Emídio Guerreiro preferiu adotar um discurso cauteloso, reconhecendo a dificuldade de chegar ao título. “Ir o mais longe possível, gostávamos de ser campeões do Mundo, mas sabemos que não é fácil. A expectativa que eu tenho é a de passar a fase de grupos e, depois, depende muito. No último, perdemos com a Espanha que foi campeã. Temos de ter confiança no grupo, continuar a mostrar a competência, organização e profissionalismo e superar os três desafios. A partir daí, depende do adversário. Temos uma seleção de topo, das melhores do Mundo, e temos a felicidade de ter o melhor jogador do Mundo atualmente a jogar muito na seleção. Por isso, podemos sonhar passo a passo”, defendeu.

PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce