PUB
Philips S9000

Batalha celebra mulheres com ciclo dedicado à vida doméstica

Batalha celebra mulheres com ciclo dedicado à vida doméstica

O ciclo temático “Domesticidade(s)”, que decorre entre os dias 8 e 31 de março, no Batalha Centro de Cinema, visa “refletir e questionar os papéis atribuídos à mulher e à família na sociedade”. O programa arranca no Dia Internacional da Mulher e conta com a curadoria de Ana David e de Alejandra Rosenberg Navarro.

“Seguindo a máxima feminista ‘o pessoal é político’, este programa apresenta contextos de coabitação diversos e abre o debate sobre trabalho doméstico, prestação de cuidados, laços familiares, intimidade, amor, comunidade e direito ao ócio e à habitação”, lê-se na notícia avançada pela Ágora.

O intuito é convidar “cada espectador a uma reflexão sobre as relações emocionais e de poder que uma casa pode acolher”, recorrendo às obras de ficção, documentários e cinema experimental.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Da vasta programação, numa viagem cinematográfica entre 1966 e 2019, destaque para “Jeanne Dielman 23 Quai Du Commerce 1080 Bruxelles”, de Chantal Akerman, que recentemente foi considerado pela Sight and Sound “o melhor filme de todos os tempos”.

Segundo a mesma fonte, haverá ainda lugar para uma conversa com a presença da realizadora Catarina Alves Costa, moderada pela arquiteta Alexandra Serapicos, e com a cineasta Jessica Dunn Rovinelli, pela curadora Christina Demetriou, que apresentará “um DJ set eletrizante na órbita do trance e da techno” no Bar do Batalha a 31 de março.

Pode consultar a programação completa, assim como os detalhes de cada sessão, aqui.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz