Sogrape

Antiga Central de Captação de Água do Sousa dá lugar a “centro de inovação”

Antiga Central de Captação de Água do Sousa dá lugar a “centro de inovação”

A antiga Central de Captação de Água da Foz do Sousa, em Gondomar, vai dar lugar a um “centro de inovação”, que dotará a região Norte de um “importante polo de conhecimento”, acaba de anunciar a Câmara Municipal do Porto, que, em conjunto com a Energia do Porto, cedeu a utilização do espaço.

O memorando de entendimento entre as Câmaras Municipais do Porto e de Gondomar e a Águas do Douro e Paiva foi assinado na sexta-feira, com a homologação do ministro do Ambiente e da Ação Climática, que teceu vários elogios ao projeto “para a Área Metropolitana do Porto”.

Em causa está um investimento na ordem dos oito milhões de euros, assumido pela Águas do Douro e Paiva, que, de acordo com Rui Moreira, permitirá “suscitar o interesse dos cidadãos para a importância dos recursos hídricos e para a necessidade de preservação do meio ambiente”.

“É, sem dúvida, uma importante oportunidade de valorizar a identidade e as singularidades culturais do nosso território”, afirmou ainda o autarca, a propósito do “Centro de Excelência da Água”, que deverá entrar em funcionamento em 2025.

Neste centro de excelência, avançou, deverão antecipar-se “soluções associadas às alterações climáticas, economia circular, eficiência energética, economia 4.0 e educação ambiental, através das dimensões da investigação, da inovação e do desenvolvimento”.

Na sessão, João Pedro Matos Fernandes realçou que o objetivo não é a construção de um museu. “Queremos ter aqui um centro de saber ligado à água, que deverá envolver universidades, empresas e instituições culturais”, afirmou, sublinhando que se trata de um projeto “essencial para a recuperação, de uma peça patrimonial ligada à história do abastecimento de água da cidade do Porto”.

“Queremos que o funcionamento do centro seja um exemplo de autossuficiência e sustentabilidade”, indicou, por sua vez, José Luís Machado Vale, presidente do Conselho de Administração da Águas do Douro e Paiva.

De referir que a Central de Captação de Água do Sousa, classificada como monumento de interesse público, está há quase 40 anos desativada.

Foto: Porto.

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=092022-carnepicadaangus&utm_campaign=sabordomes