CIN

André Amaro lança disco “O meu lugar”

André Amaro lança disco “O meu lugar”

O ano de 2021 marca a estreia de André Amaro nas edições discográficas a solo. “O meu lugar”, assim se intitula o disco, lançado recentemente, e que é “muito especial” para o cantor. “Primeiro porque é o meu primeiro álbum a solo, segundo porque tenho o privilégio de cantar temas de pessoas que admiro e sempre admirei muito, verdadeiras referências na música portuguesa”, referiu, em entrevista à VIVA!.

Composto por um total de 10 temas, entre os quais “Desajeitado” e “Anjo da Guarda”, onde se estreia também enquanto autor e compositor, o álbum representa o sonho de André em fazer da música a sua vida. O amor a esta arte surgiu desde tenra idade, mas longe de imaginar que seria dela que queria viver…

Tudo começou, entre amigos, num bar, muito antes integrar os “Sangue Ibérico”, banda que ganhou visibilidade com a participação no programa “Portugal Got Talent”, emitido na RTP.

Entre o amor e a saudade, “O meu lugar” evoca uma homenagem às “influências mais tradicionais” do autor, oriundo de uma aldeia fronteiriça entre Portugal e Espanha, a Aldeia de Bispo, razão pela qual está acostumado a cruzar-se tanto com o flamenco como com o fado.

Para André Amaro, todas as músicas que completam o disco são “importantes e especiais”. Contudo, assumiu, há duas que se destacam particularmente – “O Teu Lugar”, com letra e música de Diogo Piçarra, e “Anjo da Guarda” -, por serem tão pessoais. “Foram difíceis de gravar e ainda são difíceis de ouvir”, revelou. Contudo, o facto de cada um dos temas poder protagonizar “uma interpretação diferente” da sua é algo que considera deslumbrante. “É interessante saber o que as pessoas acham e como interpretam cada música!”.

Igualmente especial é também o single “Desajeitado”, uma música sua, com letra de José Gonçalez, e que aborda a temática de um amor não correspondido. “Fala de uma situação que, quase de certeza, já aconteceu a toda a gente, ou seja, gostarmos muito de uma pessoa, não sermos correspondidos e não conseguirmos expressar aquilo que sentimos nem dizer por palavras aquilo que nos vai na alma e no coração”. Além disso, acrescentou, é “a minha primeira música como compositor, o que me dá uma satisfação enorme”.

Com um timbre de voz cheio de portugalidade, o músico tem vindo a construir um caminho de sucesso. Entre as várias fontes de inspiração, as pessoas são as que mais se destacam, assumindo que tem muitas que o inspiram. “Não pela escrita, mas pela forma de cantar e de interpretar as músicas e de fazer das suas as palavras de outra pessoa”, sublinhou.

Para o futuro, há ainda muitos sonhos para cumprir, músicas para compor e palcos para pisar. Mas, o mais importante é que “o público esteja presente em qualquer sítio onde vá tocar”. “Podemos estar no maior palco do mundo, mas se o público não estiver connosco de certeza que o espetáculo não será o desejado. Mais importante do que o palco é quem ouve a nossa música”, completou.

Além de Diogo Piçarra, que assina o single “O Teu Lugar”, e Boss AC, autor que compõe o tema “Deixa o Amor Vencer”, o álbum conta também com nomes como Jorge Fernando, Luiz Caracol, Rogério Charraz, Paulo de Carvalho, Tiago Machado e José Gonçalez.

Viva! no Instagram. Siga-nos.