PUB
Sogrape - Mateus Rosé

AMP quer reunião com o IMT para discutir fiscalizações de autocarros

AMP quer reunião com o IMT para discutir fiscalizações de autocarros
O Conselho Metropolitano do Porto vai solicitar uma reunião ao Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) e à Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT), por entender que o trabalho destas entidades relativamente à fiscalização “poderia ser muito mais rigoroso”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A decisão surgiu esta manhã, a pedido do presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto, na sequência do “trágico acidente” ocorrido na tarde desta quinta-feira, com um autocarro de uma operadora privada, que provocou a morte a uma pessoa e ferimentos a outras quatro.
Segundo Avelino Oliveira, membro da comissão executiva do Conselho Metropolitano do Porto, as competências de fiscalização dos autocarros, bem como o licenciamento das operadoras (privadas e públicas) são da competência IMT.
“Nós [Área Metropolitana do Porto] temos a operação. A fiscalização é do IMT e nem temos recursos nem pretendemos que seja nossa”, frisou Avelino Oliveira, acrescentando que, “no entanto, o trabalho das entidades competentes relativo À fiscalização poderia ser muto mais rigoroso”.
O responsável considerou ainda não ser justo que “situações anómalas acabem por recair sobre todos os operadores, públicos e privados” e lamentou que a AMP não tenha autonomia para acompanhar os processos sancionatórios.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz